Notícias

A ver os posts de Setembro, 2015

Planta de servidores da Lenovo, no Brasil, tem infraestrutura Categoria 6A

Lenovo 3Cabeamento estruturado Categoria 6A SYSTIMAX®, da CommScope®, foi instalado pela i9 SMT com materiais fornecidos pelo Grupo Policom® O teaser do case em video pode ser visto no canal do Grupo Policom no youtube, em https://www.youtube.com/watch?v=WYYs8nV7X7

Confiabilidade. Esse conceito permeou todo o projeto da planta de servidores da Lenovo, em Itu (SP). Nessa unidade, a solução foi a instalação de rede de cabeamento estruturado Categoria 6A.

Com área total ao redor de 1.100 metros quadrados, essa unidade de produção da Lenovo foi inaugurada em setembro de 2014 e absorveu a produção da linha de servidores X86, da IBM. Além da produção dos servidores, neste local são realizados os testes dos produtos, assim como a configuração das máquinas, a instalação de software, o download de firmware e os testes de run-in em computadores (laptop/desktop/all-in-one). Por esses motivos, além de ser confiável, a rede é dedicada, tem cerca de 1.300 pontos e atende ao redor de 150 pessoas.

A criação desse espaço, como explica Roberto Perez - gerente de Facilities & Manutenção - exigiu o remanejamento da linha de produção de notebooks e desktops, envolvendo outros 600 postos de trabalho Categoria 6. “Queríamos uma solução top de linha para atender o novo produto.  A escolha recaiu em cabos Categoria 6A da SYSTIMAX devido à  confiabilidade do cabo Categoria 6A e à  velocidade de transmissão”, informa, lembrando que esta é “a primeira aplicação da tecnologia 6A na Lenovo, no Brasil”. A rede é interligada ao servidor, instalado em outra edificação dessa planta industrial localizada na divisa de Itu com Sorocaba, via fibra óptica monomodo TeraSpeed.

A implantação dessa nova infraestrutura em um prédio já existente trouxe alguns desafios para a i9 SMT. “Como o cabeamento Cat. 6A tem espessura e peso por metro quadrado muito superior aos cabos Categoria 6 comumente usados, foram necessárias adequações, pois o dimensionamento dos leitos, calhas e dutos foi difícil e trabalhoso”, comenta Nelson Moraes, diretor da integradora.

Lenovo 2à€ essa necessidade somou-se o prazo de instalação escasso. “Tivemos dois meses para fazer a migração da linha de produção e a instalação das duas redes”, lembra Flávio Cavalheri - também diretor da i9 SMT - frisando que, juntas, “as duas redes somam quase 2.000 pontos e se interligam aos servidores com fibra óptica”.

Na migração da planta situou-se outro gargalo, uma vez que o remanejamento da linha de notebooks e desktops foi realizado sem necessidade de interromper a produção, levando a equipe da i9 SMT a realizar os trabalhos mais críticos à  noite e nos finais de semana.

“Estamos satisfeitos com os produtos. Trabalhamos corporativamente com a solução SYSTIMAX. Atendimento e suporte da i9SMT é excelente, e o suporte da Paris Cabos® e da Commscope com a Lenovo como cliente final foi muito importante para o sucesso do projeto. Um dos principais desafios foi ter os produtos entregues no prazo para não comprometer o cronograma do projeto, sem perda da qualidade esperada. Neste caso, o projeto foi executado no prazo e na qualidade esperada”, comemora Perez.

Para o Grupo Policom, os desafios também se relacionam ao prazo. Como recorda Claudinei T. Maia, diretor Comercial da Paris Cabos, “para atender o fornecimento da nova planta de servidores da Lenovo foi preciso trabalhar com a criticidade de prazo e a oferta de tecnologia de ponta que atendesse a alta performance, já que parte da instalação é direcionada à  realização de testes dos produtos“. Destaca, também, a satisfação em ofertar a solução para a primeira instalação Categoria 6A da Lenovo, no Brasil.  “Equacionados esses problemas” - garante Maia - “foram assegurados os 100% de disponibilidade de uma solução top de linha e com alta performance através de um parceiro, a I9 SMT, que também prima pela qualidade de seus serviços”.

Tecnologias aplicadas Na planta de servidores da Lenovo, o destaque fica com o cabeamento estruturado, que consumiu cerca de 34 km de cabo UTP GigaSpeed X10D Cat.6A SYSTIMAX, do fabricante Commscope, que pode ser considerado o cabo categoria 6A de menor diàâmetro disponível no mercado. Isso foi viabilizado pela aplicação da plataforma de Tecnologia de Materiais Otimizados (OMT), que, além de reduzir o núcleo do cabo, otimiza a performance de transmissão, característica fortalecida pelos conectores e patch cords GigaSPEED X10D, que minimizam o crosstalk dos canais internos e também crosstalk entre canais próximos. A série 91B incorpora um design ergonômico que acelera o processo de manuseio e terminação. Os cabos foram projetados para suportar um teste agressivo de 6 canais ao redor de 1, cuja configuração o CommScope Labs acredita ser a mais desafiante. Os cabos série 91B são especificados a 550 MHz para suportar aplicações de alta largura de banca a 10 Gb/s.

Outro diferencial nessa instalação na Lenovo é a aplicação de oito unidades do painel angular descarregado modelo M4800A SYSTIMAX, em vez de patch panel convencional. Este produto suporta até 48 jacks Cat.6A SYSTIMAX por uma unidade de altura. O formato angulado do painel oferece melhor aproveitamento do espaço e melhor organização dentro do rack, por dispensar guias de cabo horizontal.

A tomada MGS600 GigaSPEED X10D da linha SYSTIMAX 360, compatível com todos os espelhos, caixas de superfície e painéis modulares da CommScope, está presente. São 1.144 jacks RJ-45 que construídos com técnicas patenteadas de contatos cruzados (que reduzem o alien crosstalk no canal) combinadas com uma nova tecnologia de placa de circuito impresso. A MGS600 aliada com os cabos e cordões 10G da linha SYSTIMAX 360 resultam em performance 10G para o canal com menos restrições que os padrões especificados pela indústria. Além disso, a MGS600 é compatível com qualquer categoria anterior de cabeamento.

Lenovo 1A rede tem os servidores interligados via cabo óptico LazrSPEED 150 multimodo 50/125 microns de 12 fibras com capa LSZH que, entre seus diferenciais, alinha largura de banda de 10 Gb/s até 150 metros e a capa é livre de halogêneos, ou seja, em caso de incêndio, a capa não emitirá gases tóxicos. No total, foram usados 3,5 km de fibra óptica, além dos demais itens de conectividade óptica como cordões ópticos e bastidores ópticos mantém o desempenho 10 Gb/s, assim como bastidores ópticos modelo SYSTIMAX 360 G2, que se destacam pelo design elegante e pela flexibilidade de uso e de instalação, facilitando expansões da rede, quando ocorrer. O bastidor conta com seis acopladores LC duplex, resultando na capacidade total de 48 fibras em uma unidade de altura (12 fibras por módulo), otimizando o consumo de espaço no rack.

Toda organizada em GP Racks Server, marca exclusiva do Grupo Policom, a rede da Lenovo é certificada pelo novo certificador DSX 5000 Versiv da Fluke Networks.

Sobre a Lenovo Resultado da fusão de duas das companhias com mais história em tecnologia e negócios: a Legend Holdings, da China, e a Divisão de Computação Pessoal da IBM, dos Estados Unidos, a Lenovo gera mais de US$ 16 bilhões de receita anual. O legado da Lenovo - tanto nos mercados desenvolvidos como nos emergentes - resultou em um modelo de negócio baseado em um conceito e estratégia que chamamos de “worldsourcing”, onde idéias, operações e recursos não têm fronteiras e são totalmente adaptáveis. O resultado: uma nova forma de pensar para um novo mundo, proporcionando inovação para os clientes.

A Lenovo possui núcleos operacionais em Pequim; Raleigh, Carolina do Norte; Cingapura e Paris, um núcleo de marketing em Bangalore, àndia e importantes centros de pesquisa em Yamato, Japão, Pequim, Shanghai e Shenzhen, na China e em Raleigh. A companhia tem agora mais de 23.000 funcionários no mundo inteiro, incluindo 1.700 designers, cientistas e engenheiros, representando uma ampla variedade de nacionalidades e idiomas, mas que, ao mesmo tempo, trabalham com uma única visão e linguagem: fabricar os computadores pessoais mais inovadores do mundo.

A Lenovo dedica-se à  construção dos melhores computadores pessoais do mundo. O modelo de negócio da Lenovo é desenvolvido com inovação e eficiência operacional, voltado para a satisfação dos clientes, assim como foca investimentos em mercados emergentes. Formada pela aquisição da antiga IBM Personal Computing Division peloLenovo Group, a companhia desenvolve, fabrica e comercializa produtos tecnológicos confiáveis, de alta qualidade, seguros e fáceis de usar com serviços utilizados mundialmente. A Lenovo tem importantes centros de pesquisa em Yamato (Japão), Beijing, Xangai e Shenzhen (China) e Raleigh (Estados Unidos).

Sobre a i9 SMT Fundada em 2011, a i9 SMT já está entre as referências no mercado de engenharia de instalações industriais, soluções de infraestrutura e automação industrial, atendendo a grandes empresas nacionais e multinacionais com serviços diferenciados em projetos, Instalações Industriais e Consultoria, visando aumentar a competitividade e produtividade através de um relacionamento próximo, transparente e de confiança mútua. Além disso, a i9 SMT oferece a seus clientes as melhores soluções, desde o projeto à  execução, sempre buscando atender e superar as expectativas, qualidade requerida e prazo de entrega esperados.

Com soluções end-to-end, a empresa desenvolve o projeto em parceria com o cliente, especificando os materiais e implementando a infraestrutura, seja ela elétrica, hidráulica, pneumática ou rede estruturada.

Atualmente, a i9 SMT é integrador/instalador certificado Partner Pro da Commscope para as linhas Uniprise e SYSTIMAX.

A i9 SMT conta times multidisciplinares formados por mais de 30 profissionais especializados, desde engenheiros elétricos e de automação, técnicos em rede, eletrotécnicos, eletricistas de manutenção, montadores mecàânicos e auxiliares de manutenção. Todos os profissionais são treinados e reciclados nas normas nacionais e internacionais (NR-10/11/12/18/35 e ANSI/TIA/EIA 568 e ESD20.20s), além de treinamentos em segurança do trabalho, boas práticas de instalações, treinamentos comportamentais e de atendimento ao cliente.

Por que calibrar seu certificador de cabos?

IMG_8727Esse é o tema de um artigo elaborado pela equipe técnica da Fluke Networks.

Além de definir calibração e enfocar a frequência da calibração, o artigo trata da importàância desse processo como ferramenta que propicia redução de custos e de tempo, assim como de retrabalho em função de o certificador descalibrado fornecer resultados falsos de aprovação para links defeituosos.

Apresenta, ainda, o suporte Gold e a oferta em andamento para Membros Gold.

Confira em Por_que_calibrar_seu_certificador_de_cabos_- agosto2015

Como encontrar lucros em novos lugares: tema de artigo da Fluke Networks

profits_main_imageDocumento elaborado pela equipe da Fluke Networks fala sobre as mudanças ocorridas no mercado nos últimos 20 anos, com novos padrões de cabeamento e de exigências dos contratantes, com as necessidades sempre crescentes de maior rentabilidade e de gerenciamento do fluxo de caixa, com reflexos na tecnologia de testes, que reduziu a apenas alguns segundos o tempo necessário para certificação de redes de cobre, fibra e conexões sem fio.

No documento, são tratados o desperdício de processos e perda de lucros, as etapas fundamentais para descobrir o desperdício e a Poka-Yoke, testes de rede à  prova de erros. Enfoca, também, aspectos típicos do cenário atual, marcado por novas tecnologias, consolidação de prestadores de serviços, menos data centers de propriedade privada e mais complexidade aos negócios em geral.

Confira em Documentos_Como_encontrar_lucros_em_novos_lugares-14777-pt-9828855

CommScope anuncia aquisição da TE Connectivity

A negociação envolveu as áreas de Telecomunicações, Enterprise e Wireless

A CommScope - empresa que tem como foco conectar e fazer evoluir as redes para os negócios em casa, no trabalho e em movimento, sendo detentora de marcas como LazrSPEED, Uniprise e SYSTIMAX - completou a aquisição dos negócios de Telecomunicações, Enterprise e Wireless da TE Connectivity, um líder mundial em conectividade de fibra óptica para redes cabeadas e wireless.

Com esta aquisição estratégica, os parceiros CommScope terão muitos benefícios, que, segundo Peter Karlsson - Senior Vice President de Global Sales da fabricante em comunicado oficial sobre a incorporação dos produtos da TE Connectivity - compreendem:

· Acesso a mais inovação. Estamos combinando conhecimentos e expertise nos mercados wireless, enterprise, broadband, de telecomunicações e FTTx para acelerar o acesso à  inovação de soluções para infraestrutura de redes cabeadas em fibra óptica ou cobre e wireless, atendendo as exigências, aplicações e tecnologias, sempre em constante transformação.

· Mais desafios resolvidos. A CommScope conhece infraestruturas e, com essa aquisição, amplia a oferta de soluções de fibra, possibilitando migrar eficientemente para velocidades de rede cada vez maiores. “Isto nos permitirá fazer alcançar a evolução das implementações de fibra nas redes e data centers além de oferecer suporte aos requerimentos de serviços de banda larga cada vez mais exigentes”, explica Karlsson.

· Maior alcance global. As redes vitais em todo o mundo funcionam baseadas em soluções CommScope. Com clientes em mais de 100 países, a CommScope oferece suporte a pessoas, instalações e parceiros em cada região do planeta. A partir desta incorporação, a empresa norte-americana atenderá ainda mais clientes, ampliando sua presença em àâmbito local e mundial.

“Continuaremos, como sempre, trabalhando com nossos parceiros para satisfazer e superar as necessidades de nossos clientes”, garante Karlsson. Para competir e ganhar em nível mundial, “ sabemos que devemos ajudar continuamente nossos clientes a atender a crescente demanda por largura de banda exigidas em suas redes. Com esta transação, estamos confiantes que atingiremos esse objetivo com mais eficiência, melhor performance, agilidade e inovação tecnológica”, destaca.

Agradecendo o contínuo apoio daqueles que continuam escolhendo ser parceiro da CommScope, o vice-presidente global de vendas reafirmou o compromisso da empresa em continuar fazendo “tudo o que estiver ao alcance para que esta transição aconteça da maneira mais simples e fluente possível, de tal forma que a transação torne a empresa um melhor parceiro, sem repercussão negativa nos negócios junto aos clientes”.

Por ocasião da comunicação oficial da TE Connectivity, a CommScope também divulgou um novo vídeo com a linha do tempo dinàâmica, que enfoca a evolução da empresa desde o início até o momento. O vídeo está disponível em https://www.youtube.com/watch?v=l7QfzirKgIQ&feature=em-uploademail.

Grupo Policom reforça centro de distribuição em São Paulo

Paris Cabos muda de endereço e ganha Solution Center

equipe estoque spA centralização dos estoques em São Paulo como forma de otimizar custos e ampliar a eficiência logística e o atendimento aos clientes está sendo trabalhada pelo Grupo Policom desde julho de 2014. Exatamente 12 meses após o início do processo de aumento da eficiência das empresas do grupo e no ano em que comemora 20 anos de atividade ininterrupta, o Grupo Policom consolida a criação de centro de distribuição para atendimento do mercado paulista e da Região Sul.

O processo envolveu a mudança de sede da Paris Cabos para um edifício corporativo. Além de reduzir o custo de manutenção da estrutura física, a ação está em consonàância ao realizado na Policom PR, que há um ano passou a atender seus clientes em novo endereço, mantendo na capital paranaense apenas um estoque otimizado.

O centro de distribuição está localizado na sede do Grupo Policom, no bairro paulistano do Ipiranga, na Rua Costa Aguiar, 1.686.

casa das caldeirasA nova da sede da Paris Cabos terá 188 metros quadrados de área e está localizada no condomínio Casa das Caldeiras, na Avenida Francisco Matarazzo, 1.752, 6º andar, bairro da àgua Branca, na capital paulista, próximo ao Metrô Barra Funda. O início das operações está previsto para meados de outubro. No entanto, a partir de 10 de agosto a logística será realizada pelo centro de distribuição.

Nova sede terá Paris Cabos Solution Center

A exemplo do Policom Solution Center, da Policom SP, a nova sede da Paris Cabos contará com espaço destinado a showroom das tecnologias comercializadas pelo Grupo Policom e também a treinamento de parceiros e clientes finais.

Nesse espaço, construído com base da experiência do PSC localizado no Ipiranga, estarão em demonstração tecnologias da CommScope® (linhas SYSTIMAX, Uniprise); soluções da TE Connectivity; soluções em CFTV IP de alta definição dos fabricantes Avigilon e Pelco.

“O Paris Cabos Solution Center ainda trará novidades ainda não presentes no seu irmão mais velho, como controle de acesso da Vault e lançamentos 2015 em luminárias LED da Itaim”, frisa Claudinei Maia, diretor comercial da Paris Cabos.

O espaço contará com 42 luminárias LED da Itaim alcançar a máxima economia de energia possível, visto que o sistema se integrará com a farta iluminação natural do local.

O projeto da nova sede está sendo desenvolvido pelo escritório de Ana Lopes Arquitetura e Design, com consultoria de rede e instalação das soluções a cargo do Grupo FCF, tradicional parceiro do Grupo Policom.

A Policom Rio de Janeiro também pretende montar um Solution Center no escritório na Rua Cuba, 490, no bairro da Penha, na capital fluminense.

Grupo Policom e Policom RS reformatam parceria comercial

Grupo Policom com siteO Grupo Policom, no ano em que comemora 20 anos de atividade, reformata sua relação comercial com o mercado do Sul do País. Entre as alterações, a Policom RS, após mais de seis anos como membro integrante do Grupo Policom, retoma o nome Cabosul Telecom.

A independência comercial da Cabosul Telecom do Grupo Policom marca uma nova fase na relação entre as empresas e não afeta o objetivo das duas empresas em oferecer os melhores produtos a seus clientes.

O Grupo Policom permanece como fornecedor e parceiro da Cabosul Telecom.

Promoção prorrogada: Linha Versiv com calibração gratuita até final de setembro

1Versiv_Family_3A Fluke do Brasil prorrogou a promoção que dá vantagens para os clientes que comprarem qualquer equipamento da linha Versiv (certificador para cobre, fibra ou OTDR): a primeira calibração, que deverá ser feita em 2016, será sem custo. Com isso, a economia varia de R$ 1.735,00 a R$ 2.136,50, de acordo com o modelo. Inicialmente a promoção - realizada em parceria com a Sistest -  ia até 28 de agosto, mas foi estendida até 30 de setembro de 2015.

A calibração anual e as atualizações de fábrica são fundamentais para o atendimento dos padrões ISO 9001. Manter o módulo DSX-5000 CableAnalyzer e os pacotes de fibra calibrados é essencial para assegurar a precisão ao testar redes de cobre e fibra. Os processos de calibração da Fluke Networks são controlados pela ISO-9001 e projetados para garantir que os módulos DSX-5000 CableAnalyzer e pacotes de fibra atendam a todas as especificações publicadas.

A calibração inclusa é um dos benefícios oferecidos pelo Suporte Gold que o cliente pode comprar para qualquer Versiv ou DTX que ele já possua. O Suporte Gold garante elevado retorno do investimento, além de proporcionar minimização de tempo ocioso, solução mais rápida de problemas e acesso total a todos os recursos de suporte.

Detalhes sobre a promoção, informações sobre a linha Versiv e Suporte Gold estão disponíveis em www.grupopolicom.com.br/flukenetworks.