Notícias

A ver os posts de Outubro, 2014

GP Racks® EasyFlex com organizador vertical de cabos: exclusividade do Grupo Policom  

EASYFLEX 36UX800LX800P CALHA PGP96169_novomediaDirecionada a aplicações em Data Centers de níveis I a IV, que respeitam rigorosamente à s recomendações técnicas da norma ANSI/EIA/TIA 942 - Infraestrutura de telecomunicações para Data Centers, a linha GP Racks® - exclusividade do Grupo Policom®  - conta com o GP Racks EasyFlex com organizador vertical de cabos. O modelo EasyFlex é indicado para armazenamento de qualquer equipamento de 19” com baixo volume de cabos para serem gerenciados, encontrando aplicação tanto em Data Centers quanto em projetos de CFTV, acondicionando adequadamente NVRs, DVRs, storages, encoders, etc. Fabricado com 800 mm de largura e 800 mm de profundidade, é disponível com três opções de altura útil - 24U (1.200 mm), 36U (1.710 mm) e 40U (2.063 mm) - conta com organizadores verticais de cabos na dimensão de 90 mm de largura por 160 mm de profundidade. Os fingers, confeccionados em ABS na cor preta para condução horizontal dos cabos, evitam estrangulamento dos cabos, pois possuem saídas com superfície arredondada a cada 1U, identificadas com adesivos numerados. O GP Racks EasyFlex tem estrutura em perfil tubular (fechado) em aço, conformado em perfiladeira (perfilamento contínuo), com espessura de 1,5mm. O acabamento é feito em KTL (pintura eletroforética catódica por imersão) com camada de 25 µm a 30µm sob pintura eletrostática pó, na cor preta. Toda a vedação do rack é feita em poliuretano (PU). A base soleira do rack é construída em aço espessura 1,5mm, conta com aberturas para entrada de cabos tipo Knockout e pé nivelador. Já o teto, confeccionado em aço com espessura 1,5mm, é equipado com aberturas que possibilitam a instalação de até quatro ventiladores. Sua porta frontal, fabricada em aço com espessura 1,5 mm, traz visor em vidro temperado de 4mm, sistemas de dobradiças fixados no lado interno da porta e fecho com chave. Já o fechamento lateral e a tampa traseira são construídos com chapa de aço de 1mm de espessura e, para facilitar a abertura, possuem fixação acessível externamente. A tampa traseira também pode ter fechamento com chave. O perfil de 19 polegadas é produzido em aço pintado de 1,5 mm e disponível no plano frontal e traseiro.    

Diretor da Apogee é o primeiro brasileiro certificado DCDC pela BICSI

Marcelo Barbosa - ApogeeMarcelo Barbosa diretor Técnico da Apogee Consultoria, tornou-se o primeiro profissional brasileiro certificado pela BICSI na categoria DCDC - Data Center Design Consultant (Consultor em Projetos de Data Centers).

Realizada em setembro de 2014 e válida por três anos, a DCDC foi criada para reconhecer aqueles indivíduos que demonstraram tanto conhecimento quanto habilidade de aplicá-lo sobre as múltiplas facetas do projeto de data centers. A renovação exige a obtenção de pelo menos 24 Créditos de Educação Continuada (CECs), obtidos em treinamentos relevantes, a exemplo de cursos e webinars ministrados pela própria BICSI, além de cursos reconhecidos de outros provedores ou fabricantes da área de TIC, como Fluke Networks e CommScope.

Como Barbosa explica, “os candidatos ao título devem comprovar ao menos dois anos de experiência comprovada no projeto e/ou construção de data centers nos últimos seis anos”.

O material de estudo é composto pelos seguintes manuais: ANSI/BICSI 002-2011 - Data Center Design and Implementation Best Practices e BICSI”™s Network Systems and Commissioning (NSC) reference.

Além de certificado DCDC, o diretor Técnico da Apogee conta com outras certificações BICSI - RCDD e NTS, direcionadas, respectivamente, ao Projeto de Distribuição de Comunicações e à s Tecnologias de Redes; e ATS (da Uptime Institute) para data centers.

Vale destacar que NTS não está mais disponível para novos registros e que a Barbosa somam-se outros dois profissionais certificados.

Bicsi

Reconhecida associação profissional internacional para o avanço da tecnologia da informação e da comunicação, a BICSI é sediada na Flórida (EUA) e conta com mais de 23.000 profissionais da área, cobrindo quase 100 países. A associação provê informações e educação ao mercado de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicações) através da promoção de cursos e conferências, da publicação de normas e manuais, além de um reconhecido programa de credenciamento e registro de profissionais, tanto em projetos quanto em instalações de cabeamento.

Mais conhecida pela certificação RCDD - Registered Communications Distribution Designer (Projetista Registrado de Distribuição de Comunicações), a BICSI oferece diversas certificações de projeto, reconhecidas internacionalmente, tais como:

RCDD - Registered Communications Distribution Designer (Projetista Registrado de Distribuição de Comunicações), exigência básica pra quem busca registros DCDC, NTS e WD; DCDC - Data Center Design Consultant (Consultor em Projetos de Data Centers); ESS - Electronic Safety and Security (Segurança Eletrônica); OSP - Outside Plant Designer (Projetista de Planta Externa); RTPM - Registered Telecommunication Project Manager (Gerente Registrado de Projetos de Telecomunicações).

Além desses registros, a BICSI conta com outras três modalidades de certificação, que não estão mais disponíveis para novos registros: NTS (especialista em tecnologias de redes), RITP (profissional registrado da área de TIC) e WD (especialista em redes wireless). De todas essas, no Brasil, apenas RCDD, NTS, DCDC e WD contam com certificados no Brasil, sendo 21 RCDD, 3 NTS, 1 DCDC e 1 WD. Os demais títulos ainda não contam com profissionais que atuam no Brasil certificados.

Todos esses processos de certificação são baseados em material de normas e manuais de melhores práticas publicados pela BICSI e são totalmente independentes de fabricantes. Para se manter certificado, periodicamente o profissional precisa comprovar uma certa quantidade de horas em treinamentos relevantes (CEC), variável de acordo com o registro.

Grupo Policom presente no Hospital Dynamics 2014

A empresa destaca soluções de infraestrutura para a área hospitalar

banner HDO Grupo Policom®- em parceria com a CommScope® - participa do congresso Hospital Dynamics, em 14 de outubro de 2014, no Maksoud Plaza, na capital paulista. O evento objetiva levar aos gestores do setor hospitalar informações e tecnologias capazes de melhorar a eficácia e a competitividade das instituições de saúde, alinhando as atividades operacionais da área de TI estratégia corporativa. Para isso, o congresso pretende analisar as mais recentes implementações e desenvolvimentos de tecnologia no ambiente hospitalar, conhecer os novos modelos de gestão da saúde e aplicar as novas regras a serem cumpridas pelas gerências.

Atento à s necessidades desse mercado e com diversos casos de sucesso no meio hospitalar, o Grupo Policom leva ao Hospital Dynamics 2014 soluções que atendem a norma TIA 1179, como a SYSTIMAX 360 e a ImVision, além da Redwood, principal lançamento do ano na linha COMMSCOPE.

Além disso, durante o congresso, “todos os congressistas que visitarem nosso estande irão garantir inscrição para um treinamento sobre a norma TIA 1179, que será realizado aqui no Policom Solution Center, em novembro”, informa o gerente de Marketing do Grupo Policom.

A norma norte-americana TIA 1179 estabelece requisitos para a infraestrutura de rede das instituições de saúde e está vinculada aos processos de certificação internacional dessas instalações, pois, como explicaAnderson Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, “os requisitos de cabeamento nas instalações de saúde podem ser muito mais complexos do que de um edifício comercial padrão. A norma especifica cabeamento, topologias de cabeamento, distàâncias de cabeamento, trechos, áreas de trabalho e outros requisitos complementares”.

O evento é direcionado a diretores, gerentes, administradores de hospitais e clínicas; diretores Financeiros, de infraestruturas e data center, da Manutenção e Operações, de Bioengenharia e Nanotecnologia, Telemedicina e Engenharia Biomédica Gestores de Pesquisa, assim como a chefes de Serviços Gerais, responsáveis de sistemas, consultores, arquitetos e engenheiros especializados em instalações hospitalares.