Notícias

A ver os posts de Maio, 2013

Paris Cabos presente na Casa Cor 2013 com AZHome

joia-bergamo-casa-inteligente Casa Cor 2

De 28 de maio a 21 de julho de 2013, o Jockey Club de São Paulo sedia a Casa Cor 2013.  A Paris Cabos (empresa do Grupo Policom), em parceria com a AZHome, participa com solução de CFTV de alta definição, em ambiente da Joia Bergamo, equipado com controle total da iluminação, do som ambiente, das TVs e do moderno sistema de câmeras da casa através de monitores touchscreen, tablets e smartphones, em operação utilizando energia renovável produzida na própria casa por meio de placas fotovoltaicas e uma torre eólica.

A solução de CFTV IP fornecida é da canadense Avigilon, marca canadense distribuída no mercado brasileiro pelo Grupo Policom.  A solução é composta por três câmeras, sendo duas internas, do tipo dome, com 5 megapixel (MP) de resolução, respondendo pelo monitoramento da cozinha e da suíte máster; e uma outra câmera externa, de 2 MP, com tecnologia H.264, que fará o monitoramento dos equipamentos geradores de energia renovável. Complementando a solução, o Grupo Policom disponibilizará um NVR de 3 Terabytes (servidor de gravação) para gerenciamento e armazenamento das imagens geradas pelas câmeras.

Como a solução de monitoramento é IP, ela estará plenamente integrada ao sistema de automação, gerando, de acordo com Junior Miranda, diretor da AZHome, “significativo valor percebido para o cliente”.

Essa posição confirma a meta que motivou incorporar o monitoramento ao projeto: “proporcionar uma degustação das câmeras de alta definição Avigilon para o público classe A, frequentador do evento, com o objetivo de aumentar seu mindshare. Para alcançarmos este objetivo implementamos estas câmeras de alta definição na Casa Joia Bergamo, mostrando que há aplicações práticas para residências e não somente para o meio empresarial”, informa Miranda.

A solução de CFTV IP fornecida pela Paris Cabos

Para a Joia Bergamo, na Casa Cor, a Paris Cabos disponibiliza soluções de alta definição, que são referência de qualidade no mercado internacional devido ao elevado nível de detalhamento e nitidez das imagens geradas pelas câmeras que se combinam ao software Avigilon Control Center, com a tecnologia High-Definition Stream Management (gerenciamento de stream de alta definição, HDSM®), gerenciando os requisitos de armazenamento e largura de banda. Escalonáveis, os componentes podem funcionar juntos, em um sistema completo, ou serem personalizados para criar uma solução de preço acessível e exclusiva.

A inovadora câmera H.264 HD é apenas uma das maneiras pelas quais a Avigilon pode ajudá-lo a oferecer o melhor monitoramento e proteção.

A câmera 2.0 MP H.264, que na Joia Bergamo faz o monitoramento externo, é equipada com lente integrada para controle de foco remoto e zoom e é compatível com ONVIF.       “Oferece excelente desempenho em baixa luminosidade; é extremamente versátil e conta com entrada e saída de áudio e vídeo analógico, gera 30 imagens por segundo com resolução total e faz controle automático de exposição e de íris. Além disso, é Power over Ethernet (PoE), dispensando fonte externa de energia.

Já as câmeras de 5 MP, que farão om monitoramento das áreas internas, são as de melhor resolução da série H.264 e que ocupam menor largura de banda. De instalação rápida, possuem zoom e foco remotos, controlam com precisão a quantidade de luz entrando na lente para melhorar a qualidade de imagem e reduzir erros ópticos (controle P-Iris).

A estação de trabalho do gravador Avigilon de vídeo em rede de alta definição (NVR) foi projetada para atingir o mais alto nível de desempenho para gravação e reprodução de vídeo em alta definição. Intega-se a qualquer sistema de vigilàância Avigilon de alta definição e é ideal para sistemas menores, com a necessidade de visualizar os dados de imagem ao vivo e gravadas diretamente no NVR.

O NVR conta com o software Avigilon Control Center High Definition Network Video Management Server (Servidor de gerenciamento em vídeo em rede de alta definição do centro de controle Avigilon) pré-instalado e configurado para máximo desempenho e confiabilidade. O NVR pode gravar até 10 MB/s de dados de imagem a partir de até 64 canais de càâmara executando 30 imagens por segundo. A visualização dos dados de imagens ao vivo ou gravadas e a administração do NVR podem ser realizadas diretamente no NVR ou remotamente, utilizando o software de cliente do centro de controle Avigilon.

O NVR tem uma capacidade de gravação efetiva de até 3 TB e vem com um fator em formato de desktop. Suporta até dois monitores de alta resolução.

Sobre a AZHome

Com mais de 3 anos no mercado, A AZ Home investe em tecnologia com o espírito de inovação e por isso  vem conquistando a confiança das principais construtoras do pais, investindo em produtos que ajudam as pessoas a viver melhor. Com mais de 10 anos de sólida experiência profissional, os sócios possuem conhecimento nos mais diversos setores, tais como: engenharia elétrica, tecnologia da informação, marketing e conhecimento comercial. Mantém parceria com o escritório de arquitetura Joia Bergamo.

Top Solution: Grupo Policom amplia linha de racks abertos

G2 (2)

Solução testada e aprovada pelo mercado brasileiro, a família de racks abertos Top Solution®, com  mais de 5.000 unidades vendidas, é uma exclusividade do Grupo Policom® que chega à  terceira geração com três lançamentos:  Top Solution G2, Top Solution G3 versão quatro postes e o Top Solution G3 com 36U, antes disponível somente em 45U.

Os racks Top Solution G2 são indicados para projetos de cabeamento em redes de menor porte que não possuam demanda suficiente de cabos que justifiquem o uso de racks Top Solution G3, mais direcionados a data centers. Possuem preço competitivo e facilitam as mudanças de layout e proporcionam facilidade de manuseio durante a instalação.

Além da estrutura aparafusada, que permite total desmontagem em campo, a linha G2 traz design avançado de portas arredondadas e elegante logotipo cortado a laser, com acabamento em aço inox.

Compatível com as necessidades de gerenciamento de cabos UTP categoria 6 e com a norma EIA/TIA 942 de infraestrutura de telecomunicações para data centers; a família Top Solution G2 permite a distribuição de até 290 cabos UTP Cat. 6 ou 348 cabos UTP Cat. 5e por duto; possui fingers plásticos com saída de cabos a cada 1U para distribuição horizontal dos patch cords (47 cabos Cat. 5e, 36 cabos Cat. 6 ou 24 cabos Cat. 6A por rasgo); e suas dimensões obedecem à s normas IEC 297-3 e EIA 310-D para equipamentos padrão 19”;

Em termos construtivos, esses racks contam com estrutura em aço em toda a construção (1,5 mm na base e 1,5 mm nas demais peças), com elementos de fixação resistentes que garantem longa vida útil sem corrosão; assim como portas com possibilidade de reversão do sentido de abertura largura de dutos 100mm, oferecendo flexibilidade no layout de instalação.

Além disso, o acabamento é feito através de fosfatização seguido de pintura eletrostática à  pó micro texturizada na cor preta (outras opções sob consulta),procedimento de pintura em acordo e certificado pelo sistema de gestão ambiental.

G2 (1)A linha Top Solution G2 é equipada com abertura central para subida de cabos (ligando ao piso elevado); possui 4 dutos laterais de cablagem (2 frontais e 2 traseiros ligados entre si) com portas e dobradiças em ambos os lados, nas dimensões L130mmxP200mm cada; fingers confeccionados em ABS na cor preta para condução horizontal dos cabos com saída a cada 1U com superfície em contato com os cabos arredondada para evitar estrangulamento dos mesmos; e repuxos nas paredes para amarração de cabos com velcro e alças laterais para facilitar o transporte.

Os racks Top Solution G2 estão disponíveis nas alturas de 36U, 40U (2,0m) e 45U (2,22m). Conta com furação intermediária de ½ U para maior flexibilidade de montagem; possibilita identificação dos Us através de adesivos com numeração; tem calhas laterais com aberturas de 90 graus para gerenciamento dos cabos e abertura central para descida de cabos na parte superior (ligando ao Top Cable), suportando montagem de até 300 Kg de equipamentos distribuídos uniformemente por toda a extensão da moldura 19” (rack chumbado ao piso).

CEVA Logistics opta por solução de CFTV Avigilon

Avigilon-Poster-Square baixaA CEVA Logistics - uma das líderes mundiais na gestão da cadeia de suprimentos, não baseada em ativos - implementou solução completa de CFTV IP de alta definição em duas de suas unidades paulistas: Diadema, sede do Grupo no Brasil, e Hortolàândia.

Com materiais fornecidos pelo Grupo Policom®, a solução - que compreende câmeras, encoders, acessórios, workstation e software de gestão Avigilon® - foi implementada pela HSH Soluções em Tecnologia e Segurança Eletrônica. 

No total, somando as duas unidades, foram 25 câmeras IP Avigilon de 2 MP e  14 câmeras analógicas de outros fabricantes com encoders Avigilon. O sistema monitora os acessos e as áreas administrativa e de operação interna dos pavilhões.

“Com a redução dos valores da fibra óptica, percebemos que os projetos de CFTV baseados em tecnologia IP chegaram em níveis aceitáveis de custo benefício. Fizemos um benchmarking com gerentes de segurança da CEVA de outros países e nos chamou a atenção o fato da Avigilon ser o carro chefe na CEVA Itália”, conta Claudio Nadaleto, Brazil Loss Prevention Manager da CEVA, afirmando que a homologação da marca no Brasil aconteceu após “ comparar com outros players”.

Ainda comemorando os resultados e destacando o suporte prestado pela HSH e pela Policom RS, Nadaleto informa que “só este ano, já implantamos três novos projetos de CFTV IP com a Avigilon, e os resultados são impressionantes com relação à  qualidade das câmeras e do software. A tendência é que façamos o Upgrade de todas as unidades para esta tecnologia IP”.

Hortolàândia e Diadema: usuários satisfeitos

telas avigilon control center baixa

A implementação começou por Hortolàândia, que migrou de solução analógica para Avigilon e, como informa Odacir Czermaneski, supervisor da CEVA, a indicação para o uso de sistemas de vigilàância eletrônica da Avigilon “partiu da CEVA Itália por conta dos bons resultados obtidos em suas operações, e também da apresentação das soluções de alta definição feita no Brasil pela Policom RS, Policom SP e HSH”.  Devido à  qualidade e à  maior possibilidade de trabalho com a imagem gerada pelos produtos de alta definição, a elaboração dos projetos de segurança eletrônica feitos pela CEVA Brasil passaram a utilizar câmeras IP e NVRs.

Utilizado para monitoramento de áreas internas e externas de diversas operações logísticas administradas pela CEVA Logistics, os sistemas apresentam resultados positivos. Os analistas sêniores de Prevenção de Perdas, Rafael Denófrio, de Hortolàândia, e Alexandre Pereira, de Diadema, confirmam, comemorando o fato de que as soluções em alta definição otimizaram os processos de rastreamento diário das imagens necessárias, bem como facilitaram o trabalho dos operadores de monitoramento provendo-os de maior detalhamento das imagens compatíveis aos sistemas adquiridos.

Como houve migração de solução analógica para a tecnologia Avigilon, alguns desafios precisaram ser trabalhados.  Entre os principais, está o de projetar o sistema de forma a possibilitar o máximo dos recursos gerados pela tecnologia de alta definição, diminuindo custos para a CEVA e com perceptível aumento de qualidade dos trabalhos realizados.

As soluções utilizadas pela CEVA Logistics

Em função das especificidades do projeto, a instalação de CFTV IP da CEVA Logistics utiliza diversos modelos de câmeras, como dome IP indoor de 1.0 megapíxel e IP de alta definição de 2.0 megapixel day/nighit, além de software Avigilon Control Center e NVRs (gravadores digitais) de alta definição e encoders de 4 canais. A isso se soma o cabeamento UTP Categoria 6 e multimodo otimizado para a infraestrutura de rede e CFTV.

DOME IP H264

A câmera dome IP indoor de alta definição H.264 1.0 megapixel day/night Avigilon é uma câmera  de scan CMOS progressivo, projetada para diversas aplicações de vigilàância. Conta com lente varifocal integrada e totalmente motorizada para fácil instalação e alta qualidade de imagem. Transmite imagens 100BASE-TX usando tecnologia H.264, o que resulta no consumo de menor largura de banda e em menor espaço possível para armazenamento com vídeos em alta taxa de quadros, enquanto entrega qualidade de imagem superior.

A câmera IP de alta definição H.264 2.0 megapixel day/night Avigilon é uma câmera  de scan CMOS progressivo projetada para diversas aplicações de vigilàância. Lente varifocal integrada e totalmente motorizada para fácil instalação e alta qualidade de imagem. Transmite imagens 100BASE-TX usando tecnologia H.264, consumindo a menor largura de banda e o menor armazenamento possível com vídeos em alta taxa de quadros, enquanto entrega qualidade de imagem superior.

As câmeras se integram perfeitamente com o Avigilon Control Center NVMS e NVRs de alta definição, utilizando, para isso, equipamento de rede convencional e criando uma solução de vigilàância baseada em rede com performance superior, fácil de usar e  de instalar. O atendimento aos padrões ONVIF garantem suporte para qualquer outro sistema de gerenciamento de vídeo do mercado. Os dois modelos de câmeras são PoE.

O Avigilon Control Center (ACC) permite a gravação de toda a área de abrangência da câmera fixa. Desse modo, quando o operador aplica zoom digital, seja no vídeo ao vivo ou gravado, o restante da cena permanece sendo captado pela câmera, resultando em imagens sem perdas. Marcelo Melim, ­gerente de contas CFTV da Policom SP, destaca a facilidade de operação do software, que permite visualizar até 36 cenas por monitor e é totalmente em português: “Trata-se de uma plataforma aberta compatível com câmeras analógicas e IP dos principais fabricantes do mercado”, informa.

Além disso, o ACC conta com gerenciamento de stream de alta definição (HDSM), que HDSM “comprime e preserva a qualidade da imagem com eficiência, enquanto gerencia a transmissão de imagens HD através do sistema Avigilon - enviando somente os trechos solicitados de imagens à s workstations do operador”, explica André Porsche, gerente de contas CFTV da Policom RS, frisando que essa tecnologia “entrega qualidade de imagem excepcional enquanto oferece economia substancial de largura de banda, permitindo aos operadores a utilização de workstations de configuração acessível, com consequente redução de custos”.

Encoder_H264_baixaOs encoders Avigilon utilizados são os de 4 canais, que, segundo Porsche, ocupam uma única porta de rede, ou seja, “a cada 4 câmeras analógicas, somente uma porta de switch é consumida, com o diferencial de que o encoder é alimentado por PoE - Power over Ethernet - levando energia elétrica à  câmera pelo cabo UTP. O encoder suporta padrões NTSC e PAL e formatos Composto, Componente e S-Vídeo, com altas taxas de imagens e gravação de até 30 IPS a resolução de 4CIF para cada porta, num total de 120 imagens por segundo em todas as quatro portas”. Desse modo, todas as câmeras analógicas conectadas ao encoder Avigilon são visualizadas no Avigilon Control Center.

Sobre a CEVA

A CEVA Logistics, uma das líderes mundiais na gestão da cadeia de suprimentos, não baseada em ativos, desenha implementa soluções para grandes e médias empresas nacionais e multinacionais. Aproximadamente 51 mil funcionários estão dedicados a entregar soluções eficazes e consistentes para diversos setores e a CEVA aplica sua expertise operacional para oferecer serviços de primeira linha em toda sua rede integrada, com presença em mais de 170 países. Em dezembro de 2011, o Grupo anunciou o faturamento de €6.9 bilhões. Para mais informações, visite www.cevalogistics.com. A área de Prevenção de Perdas da CEVA Logistics foi criada em novembro de 2006 e atuava com 17 funcionários contratados e subcontratados. Hoje são mais de 248 funcionários para atendimento das operações do Brasil e da América Latina.

Sobre a HSH

A HSH (http://www.hsh-security.com.br), fundada em 2006, é uma empresa especializada em projetos, vendas, locações, instalações e manutenções de equipamentos de segurança eletrônica e patrimonial, focando sua atuação em sistemas de controle de acesso (veículos e pedestres), sistemas de controle de operações em geral, sistemas de CFTV (IP e analógico), sistemas de alarmes em geral, telas de segurança e atuando também na área de PPCI. Sediada em Canoas (RS), tem filial em Vinhedo (SP).

Grupo Policom participa do RTI Data Center com lançamento

O Grupo Policom®- referência para o mercado nacional em distribuição de produtos para Cabeamento Estruturado e CFTV IP de alta resolução, sendo tradicional fornecedor para Data Centers - estará presente no RTI Data Center 2013, em 21 de maio de 2013, na Fecomércio, em São Paulo (SP), apresentando soluções de suas parceiras CommScope e Fluke Networks, além de item de sua própria linha de racks, o GP Rack Server.

O destaque é a solução InstaPATCH QUATTRO, da CommScope, que se constitui sistema de cabeamento modular em cobre, pré-conectorizado, que será lançado na ocasião. Também estarão expostos os produtos da CommScope focados em Data Centers, como as linhas ImVision e SYSTIMAX 360.

Da linha de produtos da Fluke Network serão mostrados analisadores da família DTX, certificador OTDR OptiFiber® Pro, Jack Rapid e os Kits Pro-Tool®.

InstaPATCH QUATTRO: lançamento da CommScope

Solução 10Gbase-T ou 1Gbase-T, que combina cabos UTP pré-conectorizados com painéis carregados que agregam cassetes com quatro portas UTP cada, a InstaPATCH QUATTRO é modular, pode ser remanejada ou ampliada sem impactos na operação do Data Center. Todos esses itens são pré-testados com equipamento Fluke Networks.

A solução é formada por cabo tronco de 4 canais com conectores MC InstaPATCH de conexão rápida, sendo também disponível com conectores RJ45 em uma de suas extremidades (breakout cables); cassetes de quatro canais com um conector MC InstaPATCH QUATTRO na parte traseira e quatro RJ45 na frente, que agilizam e facilitam a instalação; e duas opções de painéis, com24 portas 1U (densidade standard, inteligente ou inteligência-ready) ou 48 portas 1U (alta densidade), com ou sem módulos.

ImVision e SYSTIMAX 360 UHD: outras soluções CommScope

A linha ImVision (Infrastructure Management Vision), da CommScope, também será apresentada. Ela constitui-se a quarta geração da solução iPatch de gerenciamento de infraestrutura de cabeamento.

Lançamento mundial da CommScope em 2012 e disponível no Grupo Policom, a linha ImVision conta com software e controladores desenhados para trabalhar com HTML5, ou seja, ambiente web nativo. Além disso, o software tem a facilidade de ser acessado de qualquer local via web browser, por meio de um tablet, por exemplo, e conta com muitos recursos gráficos. Os controladores, por sua vez, são gerenciáveis em cada rack e possuem interface gráfica colorida e touch scream.

Também da CommScope, a linha SYSTIMAX 360 se constitui solução completa de cabeamento com elevado rendimento, alta densidade e um melhor desenho ergonômico, superando os padrões do setor e apresentando funcionalidades que a transformam em uma plataforma diferenciada.

A solução de fibra ótica SYSTIMAX® 360 Ultra-High Density (UHD), por exemplo, é direcionada a ambientes de data centers que necessitam otimizar seus espaços físicos e precisam de conectividade de camada física de alto-rendimento.

Desenvolvida pela CommScope Labs, a solução de fibra óptica SYSTIMAX 360 UHD foi desenhada para suportar aplicações de fibra de alta densidade para data centers, tais como as redes de área de armazenamento (SANs). à€ medida que aumentam as necessidades de densidade, carga elétrica dos computadores e armazenamento dentro do data center da empresa, a Solução SYSTIMAX 360 UHD da CommScope economiza espaço no andar e espaço nos gabinetes ao habilitar arquiteturas de rede que antes não eram possíveis. Ao mesmo tempo, são preservadas as rotas de migração para taxas de dados de próxima geração e os custos são reduzidos.

A solução SYSTIMAX 360 UHD possui 50% de aumento na densidade utilizável, possibilitando novas arquiteturas. A solução SYSTIMAX 360 UHD possibilita crescimento no volume de armazenamento para suportar a explosão de informação de rede, permite o crescimento futuro, com o seu desenho modular, e fornece um claro caminho de melhoria para aplicações de 10G, 40G e 100G. A solução completa faz com que seja possível o desenho, a implementação e a gestão de novas e inovadoras arquiteturas de ultra-alta densidade para data centers.

A solução SYSTIMAX 360 UHD tem capacidade para hospedar 864 fibras em um espaço de 1U, a estante SYSTIMAX 360 UHD fornece a mais alta densidade de interconexão de fibras disponível. Adaptado à s tecnologias de fibra SYSTIMAX LazrSPEED® e TeraSPEED®, a estante SYSTIMAX 360 UHD facilita a integração dos diretores de SAN aos ambientes de data centers.

Utilizando as fibras InstaPATCH® terminadas e testadas em fábrica, cabos troncais MPO (multi-fiber push on) e resistentes fan-outs MPO/LC, o espaço nos canais de cabos é conservado, ao mesmo tempo em que fornece fácil acessibilidade à s portas dos dispositivos. Outros componentes da Solução SYSTIMAX 360 UHD, incluindo as opções de estante e painel, tais como os painéis modulares SYSTIMAX 360 de 1U e 4U, fornecem opções alternativas que cobrem os orçamentos apertados de TI e as limitações quanto a espaço nos gabinetes, possibilitando escalabilidade modular com incremento da capacidade de expansão.

Como todas as soluções CommScope, a solução SYSTIMAX 360 UHD foi desenhada e fabricada para funcionar desde o primeiro momento, sempre facilitando a implementação. A CommScope respalda a sua confiabilidade oferecendo uma garantia de 20 anos para todos os seus produtos corporativos, estendendo a vida útil dos data centers e os orçamentos de TI.

OTDR OptiFiber® Pro: certificador de fibra óptica focado em operadoras e data centers

Especialista em soluções ópticas para redes corporativas e industriais, o Grupo Policom® oferta o lançamento da Fluke Networks® voltado a testes de fibras, que é indicado para grandes operadoras e data centers. Trata-se do OTDR OptiFiber® Pro.

Primeiro OTDR (refletômetro óptico de domínio de tempo) portátil, construído do zero para testes de fibras empresariais, o desempenho do OTDR OptiFiber Pro permite redução de custos associados a testes de fibras em instalações, ao mesmo tempo em que melhora a produtividade e aprimora a confiabilidade da rede. à‰ fornecido com o software de gestão LinkWare®, que integra os resultados de testes e mantém o OTDR atualizado com a versão mais recente do software.

Entre as vantagens, o OTDR OptiFiber Pro conta com interface de usuário de smartphone, que minimiza a curva de aprendizagem tipicamente associada com OTDRs mais antigos ao reduzir grandemente a complexidade - ajudando qualquer técnico a se tornar um especialista em fibras rapidamente. Com isso, simplifica o teste em ambientes de datacenters, por exemplo.

As principais funções principais desse testador envolvem um modo “Datacenter” simplificado, que automatiza o processo de configurar paràâmetros de teste, como comprimento de onda ou algoritmos de detecção de final, reduzindo significativamente o tempo de configuração e a complexidade de aprender como resolver problemas em datacenters.

Um diferencial importante é que o OTDR OptiFiber Pro pode testar conectores e cabos em distàâncias a partir de 0,5 m, o que o torna indicado para ambientes de servidores virtualizados, onde as conexões são frequentemente inferiores a um metro e as questões de desempenho ocultas podem reduzir sensivelmente a confiabilidade de datacenters e de redes de áreas de armazenamento (SANs).

O testador também apresenta os resultados em forma gráfica, favorecendo a interpretação rápida e imediata dos resultados por qualquer usuário. A isso se somam as ferramentas de gestão de projeto, que facilitam a atribuição e o rastreamento de todos os projetos de teste de fibras para usuários múltiplos, aumentando a eficiência, melhorando a visibilidade de rastreamento de projetos, e permitindo compartilhamento de dispositivo de custo efetivo.

O time técnico do Grupo Policom possui o equipamento disponível para fazer demonstrações técnicas aos clientes interessados. Informações adicionais sobre o novo OTDR Optifiber Pro estão disponíveis no canal do Grupo Policom no YouTube (www.youtube.com/grupopolicom), incluindo um webinar gravado com o tema “Testando fibras ópticas em data centers”.

Soluções Fluke para análise de redes

Fabricados pela Fluke Networks e comercializado pelo Grupo Policom, os analisadores da Fluke são disponibilizados em vários modelos, apropriados à s necessidades de integradores e gestores de TI e redes.

Da linha de analisadores fazem parte a família DTX, com os modelos DTX CLT e DTX ELT, além do AirCheck e do Optifiber.

O DTX-CLT CertiFiber® realiza um conjunto de testes de perda óptica (OLTS) para certificação de fibra, medindo a perda e o comprimento do link, além de verificar a polaridade. Realiza autoteste de 12 segundos, fazendo a medição de perda de duas fibras em dois comprimentos de onda, cálculo do volume do link óptico, e uma análise passa/falha; fornece documentação rápida e profissional de resultados de testes por meio do software de relatórios LinkWare amplamente utilizado; é otimizado para aplicações que alcançam até 10 Giga; possui módulos multimodo e monomodo intercambiáveis (os quais são também compatíveis com o popular DTX CableAnalyzer® Series) e conta com interface de usuário baseada em DTX fácil de usar e amplamente reconhecida, entre outras características. O conjunto de testes de perda óptica realizado pelo DTX-CLT CertiFiber® da Fluke Networks permite a certificação, de  forma fácil e exata, de duas fibras simultaneamente sobre dois comprimentos de onda, de acordo com os requisitos personalizados ou especificações estabelecidas pelo mercado.

Apresentando todas as vantagens dos certificadores da família DTX, o DTX-ELT CableAnalyzer® é uma versão econômica DTX 1800, sendo ideal para as necessidades de testes em redes até Categoria 6 com cabos UTP. O produto aumenta a produtividade dos integradores nas certificações em campo, tem precisão superior e Nível IV, que permite os mais precisos resultados de teste no menor tempo possível. Conta, ainda, com diagnósticos avançados que poupam tempo por permitirem a locação exata do local da falha e sugere conselhos para ação corretiva de problemas, poupando tempo de troubleshooting. Como é equipado com o software de gerenciamento LinkWare® Cable Test, gerencia os resultados de teste e produz relatórios impressos ou formato PDF. Além disso, o DTX-ELT é equipado com bateria com 12 horas de duração. Além disso, como opcional vendido separadamente, permite que o integrador faça upgrade para a versão DTX 1800 a qualquer momento, tornando o equipamento compatível também com fibra óptica.

Desenvolvido especificamente para troubleshooting em campo, o AirCheck é um testador Wi-Fi dedicado e robusto fácil de usar e de transportar, que simplifica os testes em redes wireless. Fornecendo interface intuitiva que facilita o troubleshooting e dá respostas rápidas com apenas alguns cliques. Permite uma visão imediata dos resultados de testes requeridos, incluindo disponibilidade de rede, conectividade, utilização, configurações de segurança, busca de dispositivos não autorizados e detecção de interferências.

Já o OptiFiber integra potência/perda, medição de comprimento de fibra, análise de OTDR e captura de imagens de terminais de conectores de fibra. O resultado é um nível mais alto de certificação de fibra e diagnósticos. O software auxiliar LinkWare gerencia todos os dados testados e cria relatórios com qualidade profissional. O OptiFiber permite que proprietários de redes, com qualquer nível de experiência, certifiquem cabeamentos de fibra de acordo com as especificações e padrões da indústria, solucionem problemas e documentem minuciosamente os resultados. Isso irá aprimorar a integridade e o desempenho da rede de fibra do datacenter preparando-a para suportar aplicativos de largura de banda superiores.

Kits Pro-Tool®

Reunindo todas as ferramentas necessárias para cortar, descascar, limpar e fazer conexões em uma única bolsa Dur-a-Grip ergonomicamente projetada para garantir um armazenamento conveniente da ferramenta no cinto, os kits Pro-Tool, da Fluke Networks é disponível em três modelos:

Kit de ferramenta IS60 Pro-Tool®, que inclui ferramenta de impacto D914S, alicate D para eletricista, descascador de cabos, Mini Maglite®, Sharpie® pen e Dur-a-Grip® Pouch; Kit de ferramenta IS50 Pro-Tool®, contendo ferramenta de impacto D914S®, alicate D para eletricista D-Snips®, descascador de cabo, e uma làâmina de corte EverSharp® 66/110; Kit de ferramenta IS40 Pro-Tool®, formado por ferramenta de impacto D814®, alicate D para eletricista D-Snips®, descascador de cabo, uma làâmina de corte EverSharp® 66/110 e Probe Pic.  JackRapid

A ferramenta de inserção JackRapid® (www.flukenetworks.com/jackrapid), é especialmente indicada para tomadas de oito e seis posições, que de acordo com informações do fabricante, permite terminar as tomadas em até oito vezes mais rápido do que as ferramentas de impacto tradicionais, pois poupa até dois minutos por instalação de cada tomada, sem perda da qualidade.

Com elevado índice de precisão, a JackRapid® assenta e termina todos os fios na tomada simultaneamente, mediante aperto da alavanca de uma só vez e com uma única mão.  Fácil de usar, com design diferenciado, permite instalação próxima à  parede.  A làâmina Systimax (vermelha) suporta as tomadas Systimax MPS100E, M1BH e C5. A Harris está desenvolvendo làâminas para outros fabricantes.

GP Rack Server faz a centralização dos servidores dos sistemas

Exclusividade do Grupo Policom® direcionada a aplicações em Data Centers de níveis I a IV, que respeitam rigorosamente à s recomendações técnicas da norma ANSI/EIA/TIA 942 - Infraestrutura de telecomunicações para Data Centers, a linha GP Racks conta com três famílias de produtos: GP Racks Server, GP Racks EasyFlex e GP Racks Mini.

Fabricado nos modelos de 800 mm e 900 mm de largura, que possuem um par de organizadores verticais, além de uma série de facilidades para entrada e saída de cabos, sendo, portanto, indicado para armazenamento de servidores ou qualquer outro tipo de equipamento 19” ou 23”, que traz consigo grande volume de cabos para ser gerenciado, o GP Rack Server tem 1.100 mm de profundidade e altura externa de 2.150 mm. Fabricado com 45U, pode ser produzido em outras medidas de largura, altura e profundidade, mediante consulta. Suporta cargas de 500 kg para versão estacionária com pés niveladores ou base soleira.

Com duas opções de largura - 19” e 23”, em obediência à s IEC 297-3 e IEC 917 - sua estrutura possui perfil tubular (fechado) em aço com espessura 1,5 mm, conformado em perfiladeira (perfilamento contínuo) e acabamento em KTL (pintura eletroforética catódica por imersão) e pintura eletrostática pó na cor preta. Seu fechamento inferior é em aço espessura 1,9 mm, possui tampas removíveis para entrada de cabos, pé nivelador e permite instalação de base soleira ou de rodízios. O teto - também fabricado em aço espessura 1,9 mm - conta com aberturas para instalação de até quatro ventiladores. Os furos de encaixe dos ventiladores são feitos em fábrica, o que agiliza a instalação desses equipamentos de ventilação. Além disso, o teto possui vedação em PU.

Em paralelo, a porta frontal do Server é fabricada em aço espessura 1,5 mm, conta, como opcionais, com visor em vidro temperado de 4 mm, perfurado e bipartido perfurado, sistemas de dobradiças fixados do lado interno a porta, mas que permitem mudar o sentido de abertura da porta, vedação PU e fecho com chave. Além disso, seus fechamentos laterais são fabricados em aço espessura 1 mm, têm sistema de fixação acessível externamente para fácil abertura e vedação em PU. Há, ainda, a opções de tampa traseira fechada, com porta aletada bipartida ou inteiriça. O perfil de 19 polegadas é produzido em aço pintado de 1,9 mm e disponível no plano frontal e traseiro.

Rede Systimax atende expectativas da Quip

<A necessidade de aumentar e melhorar a qualidade da rede utilizada para transmissão de dados, imagem e voz, levou a Quip - empresa especialista em implantar projetos sob a modalidade EPC (sigla em inglês para Engenharia, Procura e Construção) no mercado de construções offshore - a investir em uma rede Categoria 6 em sua nova unidade no Rio de Janeiro. Aproveitando a oportunidade, a empresa atualizou a unidade principal, que era Categoria 5e.

O ganho em performance favoreceu algumas aplicações e rápida implementação de novos serviços de comunicação unificada, a exemplo de ERP, maquetes 3D, VoIP, comunicação ponto a ponto e outros serviços fundamentais a uma empresa que tem como meta superar resultados no mercado de projetos off shore, por meio da performance diferenciada pela competência técnica e de gestão, e pelo foco do cliente.

O principal desafio foi a compatibilização do preço com o orçamento, frisa Paulo César Pinto, gerente de Tecnologia da Informação da Quip. Nesse ponto, a parceria mantida com a Fabrício Mendonça Eletrotécnico, há alguns anos, como fornecedora de soluções de rede, levou à  escolha pela tecnologia de cabeamento estruturado Systimax Categoria 6, fabricado pela CommScope® Enterprise Solutions, líder mundial em sistema de cabeamento estruturado através das linhas SYSTIMAX® e UNIPRISE. Os materiais foram fornecidos pelo Grupo Policom®, referência no mercado nacional de distribuição de produtos para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP.

De acordo com Pinto, a boa qualidade do material e a performance obtida, somados à  relação custo-benefício positiva, atenderam as expectativas e possibilitaram a inclusão dessas novas tecnologias de imagem e voz na rede corporativa.

No total são aproximadamente 1300 pontos de rede e 600 pontos de voz, distribuídos por três sites em prédios distintos, localizados na região central do Rio de Janeiro, sendo que em cada site foi criado um data center. O conjunto da implantação dos três sites empregou de mais de 60 mil metros de cabos Systimax categoria 6 e oito racks Top Solution G3, fabricados pela Knà¼rr seguindo projeto exclusivo do Grupo Policom.

Sobre a Quip

Criada em 2005, a Quip (www.quip.com.br) foi inicialmente formada como uma sociedade entre as empresas: Construtora Queiroz Galvão, UTC Engenharia e IESA Oleo e Gas. Depois, o grupo Camargo Corrêa também se tornou acionista da QUIP. Por reunir conhecimento e experiência em um dos setores mais tecnicamente exigentes da economia brasileira (à“LEO e GàS), a empresa iniciou suas atividades com um desafio: a construção da plataforma de petróleo offshore P-53, para a Petrobras. Tendo reunido um grupo importante de profissionais especialistas em cada uma das fases que compõe a modalidade EPC (Engineering, Procurement and Construction), a QUIP assumiu a responsabilidade do desenvolvimento da engenharia de detalhamento, do suprimento, incluindo alem das compras de componentes, a supervisão dos fornecedores e naturalmente a construção e montagem, o comissionamento, os testes de desempenho e quando necessário, a operação assistida. Sendo considerada hoje como uma das mais bem sucedidas "EPCistas" do país, a QUIP atende ao mercado de construções offshore com a qualidade exigida nos padrões internacionais. Em cada contrato, a empresa oferece um pacote completo de soluções eficientes, duradouras, com menores riscos e atendendo aos cada vez mais reduzidos prazos de completação. Hoje os desafios da QUIP foram estendidos com a contratação das plataformas P-55 para a Petrobras e P-63 para o JV Petrobras - Chevron. Com a experiência adquirida nestes projetos, a QUIP tem o orgulho de ser a primeira empresa EPCista 100% brasileira a desenvolver o projeto básico de uma plataforma.  

Policom Solution Center: em dois anos, mais de 2 mil visitantes

pscA média de um evento a cada três dias comprova a importàância do Policom Solution Center e mostra que os objetivos definidos na fase de projeto estão sendo cumpridos: flexibilidade de layout e de upgrade, assim como a constante atualização dos equipamentos instalados e em demonstração, estúdio para fotos, filmes e webinars, entre outros.

De acordo com Anderson Carvalho, gerente de marketing do Grupo Policom, até dezembro de 2012, o PSC teve mais de 250 utilizações, atingindo 2.000 pessoas, sejam visitantes, sejam participantes de workshops de meio período ou treinamentos em período integral. Desse modo, “contabilizamos um total de 6.000 horas de utilização, o que seria economicamente inviável se quiséssemos promover nossas ações em São Paulo, alugando espaços externos e somando os custos com equipamentos, deslocamento, etc.”.

Mesmo com esses resultados, há desafios a serem ultrapassados, lembra Carvalho, como gerar mais certificações técnicas, em resposta à  demanda gerada pelos treinamentos gratuitos gravados e divulgados no canal do Grupo Policom no YouTube.

A flexibilidade de layout é um dos principais pontos responsáveis pelo sucesso alcançado pelo Policom Solution Center, comemora o gerente de Marketing do Grupo Policom, pois “em duas pessoas muda-se todo o layout da sala rapidamente”.

Essa possibilidade de ser facilmente adequado à s necessidades da atividade torna-se ainda mais importante quando se entende o PSC como um espaço totalmente interligado ao ambiente da empresa. Como explica Carvalho, além de ser um dos principais espaços do Grupo Policom para a geração de conteúdo, como treinamentos teóricos e práticos de nossos colaboradores, clientes e parceiros, é utilizado para outras atividades, como sessões de cinema para os colaboradores, área de lazer em confraternizações, palco para as reuniões internas e atividades promovidas pela área de Recursos Humanos:“A integração do projeto com os colaboradores começou muito tempo antes de sua inauguração, visto que durante o projeto e construção toda a equipe técnica do Grupo esteve envolvida no trabalho”.

Devido à  qualidade da acústica do ambiente, as atividades desenvolvidas no PSC não interferem com o dia a dia da Policom São Paulo. Desse modo, o local permite a ampla utilização de recursos multimídia nos treinamentos e a realização de webinars e fóruns de discussão.

A todas essas atividades, somam-se treinamento de equipes das próprias integradoras e até reuniões dessas parceiras do Grupo Policom com seus clientes e com fabricantes, uma vez que no PSC todas as soluções comercializadas pelas empresas do grupo estão em operação. Por isso, o PSC constitui-se showroom funcional para as verticais em que a empresa se faz presente: cabeamento estruturado, CFTV, data centers e redes industriais.

Localizado na sede da empresa no bairro paulistano do Ipiranga, onde ocupa área de 130 metros quadrados, o Policom Solution Center recebeu investimento superior a R$ 300 mil - realizado com recursos próprios - para adequação do espaço, com obras civis e instalação das soluções de alta tecnologia comercializadas.

Como ressalta Carvalho, o investimento na manutenção é permanente, com a inclusão de novas soluções para demonstração e a contínua atualização das instaladas, como gerenciamento inteligente de conectividade, sistemas de CFTV IP com geração e gerenciamento de imagens Full HD, cabeamento UTP 10 Gigabit, os últimos lançamentos em cabeamento óptico, racks 19”, entre outras soluções. Desse modo, o PSC “favorece que os usuários finais conheçam as soluções em operação, fazendo testes e simulações de modo a definir com segurança a tecnologia a ser utilizada em seu projeto”.

A inauguração do PSC aconteceu no dia 20 de outubro de 2010, com palestra internacional a cargo dos engenheiros Steve O”™Hara e David Schell, da Fluke Networks, que enfocaram tendências em fibras ópticas, orçamentos de perda em conectores MPO, refletàância e fibras OM4 em data centers.

DCD Brasília: Grupo Policom participa com lançamento

O Grupo Policom®- referência para o mercado nacional em distribuição de produtos para Cabeamento Estruturado e CFTV IP de alta resolução, sendo tradicional fornecedor para Data Centers - estará presente no DatacenterDynamics Converged no dia 14 de maio de 2013, em Brasília (DF), apresentando soluções de  sua parceira CommScope.

O destaque é a solução  InstaPATCH QUATTRO, sistema de cabeamento modular em cobre, pré-conectorizado, que será lançado na ocasião.

Solução 10Gbase-T ou 1Gbase-T, que combina cabos UTP pré-conectorizados com painéis carregados que agregam cassetes com quatro portas UTP cada, a InstaPATCH QUATTRO é modular, pode ser remanejada ou ampliada sem impactos na operação do Data Center. Todos esses itens são pré-testados com equipamento Fluke Networks.

A solução é formada por cabo tronco de 4 canais com conectores MC InstaPATCH de conexão rápida, sendo também disponível com conectores RJ45 em uma de suas extremidades (breakout cables); cassetes de quatro canais com um conector MC InstaPATCH QUATTRO na parte traseira e quatro RJ45 na frente, que agilizam e facilitam a instalação; e duas opções de painéis, com 24 portas 1U (densidade standard, inteligente ou inteligência-ready) ou  48 portas 1U (alta densidade), com ou sem módulos.

ImVision e  SYSTIMAX 360 UHD: outras soluções CommScope

A linha ImVision (Infrastructure Management Vision), da CommScope, também será apresentada. Ela constitui-se a quarta geração da solução iPatch de gerenciamento de infraestrutura de cabeamento.

Lançamento mundial da CommScope em 2012 e disponível no Grupo Policom, a linha ImVision conta com software e controladores desenhados para trabalhar com HTML5 ou seja ambiente web nativo. Além disso, o software tem a facilidade de ser acessado de qualquer local via web browser, por meio de um tablet, por exemplo, e conta com muitos recursos gráficos. Os controladores, por sua vez, são gerenciáveis em cada rack e possuem interface gráfica colorida e touch scream.

Também da CommScope, a linha SYSTIMAX 360 se constitui solução completa de cabeamento com elevado rendimento, alta densidade e um melhor desenho ergonômico, superando os padrões do setor e apresentando funcionalidades que a transformam em uma plataforma diferenciada.

A solução de fibra ótica SYSTIMAX® 360 Ultra-High Density (UHD), por exemplo, é direcionada a ambientes de data centers que necessitam otimizar seus espaços físicos e precisam de conectividade de camada física de alto-rendimento

Desenvolvida pela CommScope Labs, a solução de fibra óptica SYSTIMAX 360 UHD foi desenhada para suportar aplicaões de fibra de alta densidade para data centers, tais como as redes de área de armazenamento (SANs). à€ medida que aumentam as necessidades de densidade, carga elétrica dos computadores e armazenamento dentro do data center da empresa, a Solução SYSTIMAX 360 UHD da CommScope economiza espaço no andar e espaço nos gabinetes ao habilitar arquiteturas de rede que antes não eram possíveis. Ao mesmo tempo, são preservadas as rotas de migração para taxas de dados de próxima geração e os custos são reduzidos.

A solução SYSTIMAX 360 UHD possui 50% de aumento na densidade utilizável, possibilitando novas arquiteturas . A solução SYSTIMAX 360 UHD possibilita crescimento no volume de armazenamento para suportar a explosão de informação de rede, permite o crescimento futuro, com o seu desenho modular, e fornece um claro caminho de melhoria para aplicações de 10G, 40G e 100G. A solução completa faz com que seja possível o desenho, a implementação e a gestão de novas e inovadoras arquiteturas de ultra-alta densidade para data centers.

A solução SYSTIMAX 360 UHD tem capacidade para hospedar 864 fibras em um espaço de 1U, a estante SYSTIMAX 360 UHD fornece a mais alta densidade de interconexão de fibras disponível. Adaptado à s tecnologias de fibra SYSTIMAX LazrSPEED® e TeraSPEED®, a estante SYSTIMAX 360 UHD facilita a integração dos diretores de SAN aos ambientes de data centers.

Utilizando as fibras InstaPATCH® terminadas e testadas em fábrica, cabos troncais MPO (multi-fiber push on) e resistentes fan-outs MPO/LC, o espaço nos canais de cabos é conservado, ao mesmo tempo em que fornece fácil acessibilidade à s portas dos dispositivos. Outros componentes da Solução SYSTIMAX 360 UHD, incluindo as opções de estante e painel, tais como os painéis modulares SYSTIMAX 360 de 1U e 4U, fornecem opções alternativas que cobrem os orçamentos apertados de TI e as limitações quanto a espaço nos gabinetes, possibilitando escalabilidade modular com incremento da capacidade de expansão.

Como todas as soluções CommScope, a solução SYSTIMAX 360 UHD foi desenhada e fabricada para funcionar desde o primeiro momento, sempre facilitando a implementação. A CommScope respalda a sua confiabilidade oferecendo uma garantia de 20 anos para todos os seus produtos corporativos, estendendo a vida útil dos data centers e os orçamentos de TI.

Projeto TI: casa nova com show room

Projeto TI nova sede (5)Há mais de 10 anos atuando em todo o território nacional, a Projeto TI (www.projeto-ti.com.br) está de “casa nova”.Com equipe técnica especializada em infraestrutura para tecnologia da informação, visando à  excelência na prestação de serviço, a Projeto-TI inaugurou a sua nova sede em janeiro de 2013, que conta com novas áreas e favoreceu o aumento do quadro efetivo de funcionários.

Projeto TI nova sede (6)A nova sede possui 1.500 metros quadrados, área três vezes superior à  anterior e dividida em três pavimentos, o que permitiu, entre outros benefícios, estacionamento exclusivo para clientes, salas direcionadas a reuniões com clientes e fornecedores, duplicação da área de estoque e criação de espaços como show room das tecnologias implementadas pela empresa (CFTV IP e

Projeto TI nova sede (7)

cabeamento estruturado), sala para técnicos, laboratório para testes, reparos e suporte, além das áreas de Diretoria, Financeiro, Administrativo, Suprimentos, RH. Permitiu, ainda, nova formatação da área comercial, que foi subdividida em Prospects, Gerência de Negócios, Pré-vendas e Gerenciamento de Projetos pós venda.

Projeto TI nova sede (2)Marcos Taboada, diretor técnico da Projeto TI  - integradora parceria da Paris Cabos, empresa do Grupo Policom - explica que na sede foram inseridas tecnologias de ponta tais como acesso com biometria, controle de ponto eletrônico, cabeamento inteligente com tecnologia SYSTIMAX Solutions® (fabricada pela CommScope® Enterprise Solutions, líder mundial em sistema de cabeamento estruturado através das linhas SYSTIMAX e UNIPRISE), compreendendo infraestrutura Categoria 6 com iPatch, solução Imvision e cabeamento Categoria 5e para telefonia. A isso se soma a solução de CFTV da Avigilon e da Pelco, com acesso remoto, rack TOP Solution G3 e ativos Cisco.

Projeto TI nova sede (1) Projeto TI nova sede (8) Projeto TI nova sede (9)