Notícias

A ver os posts de Dezembro, 2013

Tecnologias SYSTIMAX auxiliam ATIVAS na disponibilidade de seu data center Tier III

_MG_4331Primeiro da América do Sul a possuir a certificação Tier III, concedida pelo órgão internacional Uptime Institute, o data center  da Ativas, em Belo Horizonte, em operação desde setembro de 2010, também é certificado pelo órgão alemão TàœV Rheinland como R3, reconhecido mundialmente por aferir produtos de alta tecnologia e complexidade. A eles soma-se a ISO 20000, que define as melhores práticas de gerenciamento de serviços de TI com base na BS 15000 (British Standard) e no ITIL (Information Technology Infrastructure Library).

Para que as exigências de todas essas certificações fossem atendidas, o órgão certificador acompanhou a empresa desde a fase de projeto, passando por etapas como a análise técnica dos equipamentos. Já na fase da obra, todos os equipamentos passaram por testes, com utilização de tecnologias de ponta, garantindo, assim, a disponibilidade requerida de acordo com sua classificação: o nível de disponibilidade mínima certificada é de 99,98%.

As soluções iPatch e InstaPatch 360, assim como cabeamento estruturado Categoria 6A e as fibras ópticas LazrSpped 300 e TeraSpeed monomodo, da SYSTIMAX® (desenvolvidas e fabricadas pela CommScope® Enterprise Solutions, líder mundial em sistema de cabeamento estruturado através das linhas SYSTIMAX® e UNIPRISE), instaladas pela Aceco TI e fornecidas pelo Grupo Policom, são parte importante nesse processo de manutenção da alta disponibilidade.

Juntas, essas tecnologias garantem gerenciamento físico da infraestrutura de rede - com mais de 8.000 pontos Categoria 6A e 6.600 conexões ópticas - e colocam o data center à  prova de futuro, permitindo a migração para velocidades de 40 e 100 Gigabit por segundo apenas com a substituição dos cordões de módulos.

_MG_4273A escolha pela Ativas da solução da SYSTIMAX fornecida pelo Grupo Policom foi baseada em um projeto que trouxesse confiabilidade, agilidade e uma gestão rápida e confiável, afirma Renato Faustino, engenheiro de Infraestrutura da Ativas, explicando que a demanda surgiu em função da dimensão do projeto: a empresa entrou no mercado de ITO, e uns dos diferenciais para se estabelecer nessa área seria o investimento em infraestrutura. A ideia era investir na melhor solução de cabeamento existente no mercado e construir a melhor solução fim a fim de infraestrutura. Com essa proposta, a Ativas foi o primeiro data center da América do Sul a receber a certificação Tier III, concedida pela Uptime Institute.

De acordo com Fernando M. Almeida Prado Couto, diretor da Aceco TI, o projeto desse data center - que recebeu aporte inicial de US$ 50 milhões - dá ao cliente a garantia de que esse é um dos sites mais seguros do mundo. Toda a concepção visou à  ampliação de fases e fundamentou-se no fornecimento ininterrupto, na redundàância e na interligação dos diversos subsistemas, como conectividade, energia elétrica, climatização, segurança e acesso, detecção e combate a incêndio. Desse modo, por exemplo, é possível realizar manutenção concorrente, sem interrupção dos serviços de TI, porque a redundàância atinge todos os subsistemas e até a própria edificação é segmentada; as entradas de telecom são duplicadas em salas POP para não perder operação em caso de sinistro.

_MG_4427A concepção de cabeamento Categoria 6a e fibra óptica com gerenciamento iPatch foi adotada nas duas salas POP, bem distanciadas uma da outra, que partem via MDA para HDA para o interior do data center. Esse formato MDA/HDA é uma requisito de segurança, favorecendo a intervenção pela operadora de Telecom sem entrar no ambiente do data center. A topologia de rede adotada é em estrela, que facilita as mudanças de layout.

A escolha pela solução SYSTIMAX® fornecida pelo Grupo Policom foi apenas um dos desafios para a Aceco TI, empresa especializada em projeto, construção e manutenção de data center de alta disponibilidade, pois, essa unidade da Ativas, segundo Couto, por suas características, constitui-se “um dos projetos mais sofisticados da história da nossa empresa, porque é referência no Brasil e em qualquer lugar do mundo.”

Outro desafio bem sucedido foi o prazo: a obra foi realizada em dez meses, “prazo bastante curto”, na opinião de Couto, o que, no entanto, “é um diferencial da empresa no mercado, porque sobrepomos as fases e fazemos turnkey. Por isso, uma fase independe da outra. Assim, ocorrem simultaneamente e o resultado é o prazo combinado e o preço conhecido”.

Esta também foi a primeira implantação do iPatch em projeto de grande porte, o que, como frisa o diretor da Aceco TI, foi favorecido e facilitado pelo suporte do Grupo Policom e da equipe da CommScope, que “auxiliaram muito na substituição de soluções pós definição de projeto”.

_MG_4567No caso do iPatch, como lembra Faustino, a solução é usada para gerenciar as principais conexões existentes no data center. Entre os benefícios, como é de gerenciamento automático, alinha agilidade na implantação de novos clientes, por exemplo. E esse benefício ganha importàância ao atender um dos principais desafios do projeto: encontrar uma solução que permitisse flexibilidade e segurança na manipulação de qualquer cabo de manobra a ser inserido no data center.

Os resultados obtidos até o momento garantem “o melhor nível de satisfação possível”, nas palavras do engenheiro de infraestrutura da Ativas, opinião fundamentada no “ótimo atendimento desde o início da parceria, no suporte sempre dado quando solicitado e nos produtos, entregues com qualidade e dentro do prazo”.

Os materiais fornecidos para a primeira fase do data center, que possui três módulos, mostram o porte da obra:

Ӊ 0,5 km de cabo UTP cat. 6A SYSTIMAX 360

Ӊ 1.900 patch cords cat. 6A SYSTIMAX 360

Ӊ 2.300 tomadas RJ-45 Cat. 6A SYSTIMAX 360

”â solução iPatch 360 iPatch com capacidade para atender até 10.000 pontos de rede: 6 gerenciadores de rede principais, 8 gerenciadores de painéis, 44 Patch Panels inteligentes modulares de 24 portas, com capacidade para atender no total 1.056 pontos Cat. 6A UTP; 104 bastidores ópticos modelos LC e InstaPatch 360

”â 1,7 km de cabo LazrSpeed 300 multimodo com capa especial LSZH, que permite performance de transmissão de 10 Gb/s até 300m

”â 104 bastidores ópticos inteligentes instaPatch 360

”â 6.600 conexões ópticas

”â cordões ópticos de diversos tipos, como TrunkCabls (cabos tronco), cabos Fanout (uma ponta com conectores MPO e outra com conectores LC) e cordões duplex multimodo e monomodo (linhas LazrSPEED e TeraSPEED respectivamente).

Características do data center

A área total do data center da Ativas, situado no bairro Camargos, em Belo Horizonte, é de 11 mil metros quadrados, sendo 6 mil metros quadrados de área construída e 1,5 mil metros quadrados reservados para os servidores, divididos em três módulos de 500 metros quadrados.

_MG_4563A estrutura foi projetada para suportar até 2kVA de equipamentos de TI por metro quadrado, além de áreas para racks de alta densidade. Cada fase de implantação de 500 metros quadrados terá dois transformadores de 2,5MVA e dois no-breaks de 1.375kVA.

O backup da energia da concessionária se dá por meio de grupos geradores a diesel, também redundantes, com capacidade individual de 2,5MVA.

O data center da Ativas segue modernos paràâmetros internacionais de sustentabilidade ambiental. Entre os exemplos de aplicação do conceito ecológico no data center destaca-se a virtualização de servidores ”” as cargas de trabalho são consolidadas em um número menor de máquinas totalmente utilizadas, o que reduz o espaço necessário para acomodá-las. Isso garante menos consumo energético para executar as operações. Outro ponto é o gás que faz a contenção de incêndio e que tem como base o líquido Novec 1230. Ele se extingue em cinco dias e não causa danos ao meio ambiente.

Eficiência energética é outra característica forte do data center da Ativas, que tem como meta Power Usage Effectiveness (PUE) de 1,7. O PUE é uma relação de potência que mede a eficiência energética dos data centers. O PUE próximo a 1,5, por exemplo, só é obtido nos países de clima frio, onde os data centers aproveitam a temperatura externa para climatizar os equipamentos de TI.

Para reduzir o consumo energético, a Ativas investiu em tecnologias avançadas, como a tecnologia alemã LCP, que processa a climatização dos servidores blade nos próprios racks de armazenamento e não no ambiente. A climatização dos equipamentos é suportada por um sistema de água gelada ”” cujo reservatório é de 78 mil litros”” de Chillers redundantes, com capacidade individual de 350 toneladas de refrigeração ou 4.200.000 BTUs.

Sobre a ATIVAS

A Ativas, empresa de Tecnologia da Informação (TI) pertencente aos grupos Asamar e Cemig, posiciona-se no mercado como Managed Service Provider (MSP). Para tanto, atua fortemente na gestão de serviços de TI de seus clientes, compromissada com os Service Level Agreements (SLAs) exigidos pelos diversos negócios, segmentos e fornecedores, e em conformidade com a norma ISO 20000. Possui outras importantes certificações internacionais como Tier III da Uptime Institute e TàœV Rheinland.

A empresa trabalha com um vasto portfólio e oferece soluções inovadoras em cloud computing e no modelo Software as a Service (SaaS), que permitem ao cliente ampliar rapidamente o contrato de acordo com sua demanda. A Ativas possui uma das mais modernas infraestruturas de data center do mundo em segurança e contingência, concebido no conceito de virtualização fim-a-fim ””virtualização nas camadas rede, servidores/aplicações e storage.

Sobre a Aceco TI

A Aceco TI, empresa especializada na construção de Data Centers Seguros de Alta Disponibilidade e fabricante das Salas-Cofre certificadas, o convida a conhecer as soluções de segurança física e alta disponibilidade, cujo maior benefício é evitar a perda de equipamentos de TI e informações em razão de sinistros, e impedir prejuízos devido a paradas não programadas da infraestrutura. A Aceco TI está no mercado de TI há quase 40 anos. São mais de 500 Salas-Cofre e Data Centers construídos no Brasil e na América Latina. A Aceco TI procura sempre trabalhar com soluções de engenharia modulares e escaláveis, para acompanhar as constantes mudanças a que são submetidos os ambientes de TI . Dessa forma, sempre se antecipa à s futuras necessidades de seus clientes e preserva os investimentos feitos hoje, por um longo período. As soluções Aceco TI estão em conformidade com as principais normas nacionais e internacionais e melhores práticas de construção de Data Centers, em nível mundial. São soluções testadas e certificadas: certeza de qualidade para nossos clientes. A Aceco TI está presente em todas as etapas da Construção de um Data Center Seguro e de Alta Disponibilidade, desde a identificação das ameaças a que um ambiente está exposto até o acompanhamento junto ao cliente após a obra concluída.