Notícias

Cinco razões para mudar para o Versiv: whipe paper da Fluke Networks

Versiv out2015 menorIntroduzido em 2004, o DTX CableAnalyzer®, da Fluke Networks, tornou-se a ferramenta mais popular para certificação de instalações de cabeamento de cobre e fibra, com bilhões de links certificados. Apesar do enorme sucesso do DTX, querer usá-lo para sempre pode ser um desejo muito caro.

Confiável e robusto, o novo sistema de certificação de cabeamento Versiv, da Fluke Networks, foi projetado gerar economia em todas as fases de testes dos cabos e para maior rapidez da aceitação do sistema.

Visando a esclarecer os profissionais do setor sobre os benefícios do Versiv, a Fluke Networks preparou documento em que lista cinco razões para a atualização para o Versiv e a economia proporcionada, inclusive de dinheiro: configuração mais rápida, testes mais rápidos, redução de erros, relatórios mais rápidos e preparado para o futuro.

O documento com o detalhamento dos benefícios está disponível em http://grupopolicom.com.br/_mkt/fluke_networks/Cinco_razoes_porque_atualizar_para_o_VersivT_vai_economizar_seu_dinheiro-208307-pt-7000508%20.pdf

 

Grupo Policom disponibiliza gratuitamente vídeo de palestra de executivo da Fluke Networks

 

foto-palestra-fluke-peq

A palestra com Jim Davis, gerente de distribuição para América Latina da Fluke Networks, realizada em 20 de setembro no Policom Solution Center, sobre o tema "Erros comuns realizados nas especificações de Certificação e Teste" foi proferida em português e gravada em vídeo, que está sendo disponibilizado gratuitamente pelo Grupo Policom.

 Como explica Anderson Luiz Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, essa palestra “traz um conteúdo exclusivo e orientações técnicas atualizadas, pois trata-se do mesmo conteúdo apresentado na palestra oficial da Fluke Networks na conferência Bicsi 2016”.

Para acessar a palestra em vídeo, os interessados devem se cadastrar no link http://eepurl.com/cdKErf.

 

DC100 - Fundamentos de infraestrutura de data centers: novo curso no Grupo Policom

Com 14 horas, será realizado nos dias 25 e 26 de outubro

cabeamentoDirecionado a profissionais da área de TI e telecomunicações, engenharia elétrica e mecàânica, arquitetos, gerentes de projeto de TI e data center, assim como a todos os profissionais que estão entrando na área de infraestrutura de data centers, o curso DC100 - Fundamentos de infraestrutura de data centers foi criado por Marcelo Barboza, da Apogee, em parceria com o Grupo Policom.

A primeira edição desse treinamento - que soma 14 horas/aula - acontecerá nos dias 25 e 26 de outubro, das 9h à s 17h, no Policom Solution Center, no bairro paulistano do Ipiranga. As inscrições estão abertas e devem ser feitas na seção EVENTOS do site do Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br).

O objetivo, como frisa Anderson Luiz Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, é “introduzir o aluno n o mundo dos data centers, apresentando os principais elementos e disciplinas de engenharia que compõe esses ambientes críticos de processamento e armazenamento de dados. Será dada uma visão geral de cada área, preparando o aluno para posteriores especializações”.

Com investimento de R$ 800,00 por aluno, valor que inclui o livro “Data Centers - Engenharia: Infraestrutura Física” do Dr. Paulo Sérgio Marin, apostila e coffee-breaks, o curso tem preço especial para aqueles que já possuem o livro, ficando por R$ 720,00.

Programa

Introdução - visão geral do data center: evolução, tipos e normas; Tecnologia da informação - componentes de TI no data center: servidores, armazenamento, comunicação de dados, virtualização; Disponibilidade - conceitos, redundàância e manutenção planejada; Arquitetura - a estrutura física de um data center, seus espaços críticos, áreas de suporte, forro e piso elevado; Cabeamento estruturado - topologia, espaços, distribuidores, subsistemas, mídias, racks e caminhos; Energia elétrica - principais componentes (transformador, gerador, UPS e outros), redundàância e diagrama; Climatização - conceitos, recomendações ambientais, tipos de máquinas, eficiência, free cooling e redundàância; Segurança física - patrimonial (acesso e CFTV) e incêndio (passivo e ativo); Gerenciamento, automação e identificação; Projeto - fases, seleção do site, disponibilidade, layout e capacidade; Eficiência energética - data centers verdes, métricas e melhores práticas; Certificação - um selo para o mercado; O curso é totalmente baseado em normas nacionais e internacionais e guias de melhores práticas para infraestrutura de data centers

Sobre o instrutor - Marcelo Barboza, instrutor e autor do curso, é formado pelo Mackenzie, possui 30 anos de experiência em TI. Além disso, é membro da BICSI e da comissão de estudos sobre cabeamento estruturado da ABNT/COBEI, e conta com várias certificações, como BICSI (RCDD, DCDC e NTS), Uptime Institute (ATS) e DatacenterDynamics (Data Center Specialist - Design).

Novo dispositivo da Fluke Networks simplifica o processo de inspeção de fibra óptica

A sonda de vídeo com iluminação PortBright® e o recurso de autofoco fornecem imagens nítidas e estáveis em poucos segundos, permitindo que os técnicos identifiquem e inspecionem as fibras mais rapidamente

fi-500-fiberinspector-pequenoPara facilitar aos instaladores de rede inspecionar fibras, a Fluke Networks, líder mundial no fornecimento de soluções de teste de rede e monitoramento, anuncia ao mercado brasileiro a disponibilidade do novo FI-500 FiberInspector®, primeira sonda de inspeção de fibras por vídeo com lanterna integrada. O recurso PortBright® combinado com autofoco e visor grande e de alto contraste, torna o FI-500 um dispositivo fundamental para técnicos de fibra que atuam em ambientes densos com baixa luminosidade.

Terminais de fibras ópticas sujos são uma grande fonte de problemas tanto no sistema monomodo quanto no multimodo. O novo dispositivo da Fluke Networks permite que os técnicos determinem rapidamente se os terminais estão contaminados ou danificados e está posicionado entre dispositivos analógicos simples e modelos com vídeo automáticos de preço elevado. Embora o FI-500 seja quase metade do preço da maioria dos dispositivos de inspeção completamente automáticos, ele fornece muitos dos mesmos recursos, incluindo autofoco, visor com iluminação de fundo, uma visualização congelada, e uma ampla variedade de pontas para inspeção de praticamente qualquer terminal de fibra.

"Como a fibra é implantada mais profundamente na rede do data center, é importante ter acesso a uma gama completa de ferramentas de solução de problemas", disse Stuart Hoiness, vice-presidente sênior de redes corporativas para comunicações ópticas da Corning. "A limpeza da extremidade do conector é muitas vezes esquecida na solução de problemas. Assim, este dispositivo amigável de um líder de setor como a Fluke Networks beneficiará o mercado de data center e deve ser parte de qualquer kit de ferramentas do instalador de fibra", completa Hoiness.

O FI-500 fornece iluminação para ajudar o usuário a localizar a fibra ou a porta certa em painéis escuros ou congestionados, mais uma tecnologia para autofoco rápido. Controles na sonda permitem a operação com apenas uma mão, incluindo um botão de pausa que congela a imagem, tornando mais fácil inspecionar lugares de difícil alcance ou para ver quando a imagem simplesmente não fica parada. A sonda compacta proporciona um campo de visão de 610 X 460 mícrons, com uma gama de funções de zoom e centralização. O visor grande fornece uma visualização instantàânea de contaminação de fibra no anteparo ou cabos de conexão.

"Para técnicos de fibra tentando solucionar problemas em locais complexos, compactos e de baixa visibilidade, o FI-500 proporciona a simplicidade e praticidade de um dispositivo de inspeção manual, mas com recursos avançados para reduzir o tempo da inspeção e da solução de problemas”, ressalta Richard Landim, especialista de produto da Fluke Networks Brasil. “Acreditamos que nove entre 10 dentistas aprovariam o fato de que o FI-500 ajuda os técnicos a evitar segurar uma lanterna com os dentes”, ironiza.

“A facilidade de operação torna o novo FiberInspector uma ótima ferramenta para diagnósticos e solução de problemas de contaminação de terminais de fibra”, revela Greg Badnerosky, supervisor de projetos da Fisk Technologies, empresa líder em projetos e instalações de sistemas de cabeamento estruturados. “O recurso de lanterna é especialmente útil, pois muitas das caixas de fibras que encontramos em locais de construções não são bem iluminadas.”

Vendido por cerca de metade do preço de dispositivos com vídeo automáticos, o FI-500 está disponível por intermédio de diversos fornecedores tradicionais e online. Uma gama de adaptadores está incluída, atendendo à  maioria dos aplicativos sem compras adicionais, embora adaptadores especiais também estejam disponíveis.

FeijoAdded será em 15 de outubro

feijoaddedpeq

No dia 15 de outubro de 2016, acontecerá a 13ª FeijoAdded, evento beneficente organizado pela Added, com duração de um sábado quase inteiro (das 11h à s 17h), onde o prato principal é feijoada... Além disso, são promovidas outras atrações, tais como barracas de brincadeiras para as crianças, barracas de doces, atrações musicais, bingo e etc.

Toda renda arrecadada é revertida em doação para ajudar na sobrevivência, crescimento e sustentabilidade da ONG Need.

Para a realização do evento beneficente, a Added conta com o apoio de seus parceiros, como a Paris Cabos, empresa do Grupo Policom.

O evento é realizado no Clune Atlético Ypiranga, na capital paulista.

Informações no site http://www.added.com.br/feijoadded

Cabeamento estruturado na era do IoT: participantes aprovam iniciativa

A primeira turma foi realizada em 13 e 14 de setembro de 2016

Nos dias 13 e 14 de setembro, o Grupo Policom promoveu o curso SCE100 - Fundamentos de cabeamento estruturado na era da Internet das Coisas (IoT, sigla em inglês).

O curso foi destinado a profissionais da área de TI e telecomunicações em geral, cabistas e projetistas de redes, foi organizado e apresentado por Marcelo Barboza, diretor da Apogee e contou com o apoio de Professor Doutor Paulo Marin, autor da obra distribuída na ocasião a todos os participantes: Cabeamento Estruturado - Projeto e Instalação.

E o resultado, segundo a opinião dos participantes, foi positivo.

Entre os participantes, esteve José Aloise, do Metro de São Paulo, que, ao falar do seu interesse, destacou o conteúdo enfocado por Barboza: “fiz o treinamento em função de uma implantação em andamento. O conteúdo foi muito bom e vai me ajudar neste trabalho”.

Postura semelhante é a de Moisés Silva, da Embratel, para quem “o curso foi muito bom e bem esclarecedor, didático, ficando dentro de minhas expectativas. Destaco especialmente o método de introdução à s normas técnicas”.

Outro participante que destacou a qualidade do programa foi Carlos Alberto, da Claro S.A. Segundo ele, além do curso e do material entregue, Marcelo Barboza mereceu reconhecimento: “o curso e o material foram excelentes. As informações e temas abordados serão de grande utilidade no desenvolvimento de novos projetos e na operação. Além disso, o Marcelo tem um grande domínio e conhecimento do tema”, constatou.

O sucesso obtido com a iniciativa, segundo Anderson Luiz Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, faz com que “esse curso passe a integrar oficialmente a grade de treinamentos do Grupo Policom, pois é mais uma ação voltada ao cumprimento da meta de contribuir, de modo efetivo, para o desenvolvimento do mercado e a formação de técnicos capazes de atender à  crescente demanda por mão de obra de qualidade. Ele é resultado de parceria com o Marcelo Barboza e o Professor Marin e comprova a atenção da nossa organização à s novas tecnologias que impactam as atividades de infraestrutura de rede de dados e CFTV IP”.

Como explica Paulo Marin, este curso “traz um conteúdo muito rico, organizado e atualizado sobre projeto e instalação de cabeamento estruturado para utilização em edifícios modernos. Trata-se de um curso completo, enfocando muito mais do que fundamentos de cabeamento estruturado, mas a relação entre a Internet das Coisas (IoT) e a infraestrutura de cabeamento. Por isso, é um excelente recurso para profissionais do setor e para aqueles que querem iniciar nesse mercado”.

Conteúdo programático

Introdução e Tecnologia - finalidade do cabeamento estruturado; o que é internet das coisas (IoT); principais tecnologias envolvidas, como Power over Ethernet (PoE), Wi-Fi, iluminação via UTP, etc.; normas nacionais e internacionais Espaços de Telecomunicações - áreas de trabalho, incluindo considerações sobre novas tecnologias (como Wi-Fi, automação, iluminação, CFTV, etc.); salas técnicas (de telecomunicações, de equipamentos e de entrada) e seus principais requisitos e recomendações Elementos Funcionais do Cabeamento - distribuidores (de campus, de edifício e de pavimento) e interfaces (pontos de consolidação e tomadas de telecomunicações); subsistemas de cabeamento (backbone e horizontal) e suas recomendações; considerações sobre patch cords Componentes e Desempenho - componentes em par trançado e fibra óptica de um sistema de cabeamento estruturado; suas principais características e classificações, incluindo: categorias e paràâmetros de desempenho, características físicas e de transmissão, comportamento frente a chamas, blindagens Caminhos Para Cabos - sistemas de suporte para cabeamento estruturado, suas principais características e recomendações, incluindo caminhos internos (piso elevado, canaletas, calhas, leitos, etc.) e externos (subterràâneo, aéreo e túnel); sistemas corta-fogo Administração do Cabeamento - componentes da administração; identificação, registros, base de dados e sistemas automatizados  

Temos Vagas

A integradora CONNECTCOM tem uma vaga aberta para ANALISTA DE PRà‰-VENDAS INFRAESTRUTURA E CABEAMENTO ESTRUTURADO. CVs devem ser enviados para rhselecao@connectcom.com.br.  

Grupo Policom e Fluke Networks com novidades para setembro

Plataforma Versiv via AI - 19julhoTrês ações preparadas em conjunto pelo Grupo Policom e a Fluke Networks, todas com validade para o mês de setembro, são destaque: Desconto, Trade In e palestra. Destaque, também, para nova versão de software para o Versiv.

Desconto - toda a linha Fluke Networks estará com 10% de desconto no Grupo Policom até 30 de setembro

Trade In - vai até 30 de setembro de 2016 e é válido para a troca de um certificador categoria 6 (DSP 4000, Ominiscanner, DTX) ou de outra marca, que esteja funcionando por um Versiv, que é adquirido com desconto no Grupo Policom. Os descontos seguem tabela segundo o certificador entregue, e variam de R$ 5.000,00 a R$ 15.000,00. Detalhes em http://us4.campaign-archive1.com/?u=2e2a915a2e34fe037bac1d89a&id=43d864a753

Palestra - Em 20 de setembro, das 9h à s 12h, será realizada apresentação gratuita no Policom Solution Center, sobre Erros comuns realizados nas especificações de Certificação e Teste. A apresentação será feita por Jim Davis, gerente de distribuição para América Latina e será em português. Inscrições na seção EVENTOS no site do Grupo Policom

Versiv - nova versão de software

Além disso, a Fluke Networks anunciou a última versão de software para o Versiv, que soma à s suas funções, a inclusão dos limites da norma brasileira ABNT NBR 14565.

Como ressalta Rodrigo Pastre, gerente de vendas da Fluke Networks para o Brasil, “essa atualização é muito importante, torna o Versiv é o primeiro e único certificador de cobre a atender à  norma”, recomendando: “a partir de agora precisamos ficar atentos em colocar nos  editais a referência à  ABNT”.

A nova versão do software do Versiv também inclui:

Botão ao lado da FI-1000 com nova função: empurrá-lo durante a execução de um teste ativa a instantàânea inspeção fibra instantaneamente. Se pressionado enquanto visualiza a imagem do endface de fibra, congela o display. Essa função é especialmente útil quando da captura de imagem em uma posição desconfortável. SYNC button - botão de sincronização na tela inicial permite teste das configurações de download e upload de resultados para LinkWare Live, eliminando várias etapas para acessar o menu ferramentas (tools) Compensação de lançamento simplificado em testes com conectores Angled Physical Contact (APC) O padrão de teste OptiFiber Pro para fibra, inclui um limite de perda de retorno, favorecendo o teste adequado para este paràâmetro crítico, além de contar com mais três novos limites que impedem as ligações com reflectàância de passagem. Limite de perda de fibra em CertiFiber Pro atualizado conforme TIA-568.3-D (perda de 850 nm mudou de 3,5 dB/km para 3,0 dB/km) LinkWare PC foi atualizado para permitir o login para LinkWare Live a partir da home page, simplificando o processo. Também foram definidos novos limites de teste correspondente aos do Versiv 4.7.  

A evolução das redes Multigigabit e as tendências tecnológicas em webinar gratuito

webinar-commscope-redes-gravado-psc-foto-set2016 O webinar é da CommScope

A evolução das Redes Multigigabit e as crescentes necessidades dos clientes promovem o desenvolvimento de novas tecnologias. As tendências tecnológicas atuais, e como CommScope lidera os desenvolvimentos tecnológicos através do desenvolvimento das soluções mais sofisticadas do mercado, foram apresentadas em webinar disponibilizado gratuitamente para os interessados.

O webinar, apresentado pela engenheira Simone Viera - assistente técnica da CommScope no Brasil - também enfoca a normalização das Soluções para o Transporte de 40Gbps em Cobre, e Sistemas de Transporte Multifibra com capacidade de suportar tecnologias SWDM, que, brevemente, serão apresentados pelos comitês de normalização: Ethernet Alliance Roadmap, TIA-ISO Category 8.1 e 8.2 e WBMMF Multimo de Fiber.

Para assistir ao webinar, é só acessar este link e se cadastrar.

Curso inédito no Grupo Policom: Cabeamento estruturado na era do IoT

cabeamentoA primeira turma será realizada em 13 e 14 de setembro

SCE100 - Fundamentos de cabeamento estruturado na era da Internet das Coisas (IoT, sigla em inglês) é o novo curso que será realizado pelo Grupo Policom. De autoria de Marcelo Barboza - diretor da Apogee, que também será o instrutor - com o apoio de Professor Doutor Paulo Marin.

Com carga horária de 14 horas divididas em dois dias consecutivos, o curso é destinado a profissionais da área de TI e telecomunicações em geral, cabistas e projetistas de redes. O curso é totalmente baseado nas normas nacionais de cabeamento estruturado, incluindo a NBR 14565 e a NBR 16415. A primeira turma será realizada em 13 e 14 de setembro. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site do Grupo Policom, na aba Eventos.

Esse novo curso, que passa a integrar a grade de treinamentos do Grupo Policom, é mais uma ação voltada ao cumprimento da meta de contribuir, de modo efetivo, “para o desenvolvimento do mercado e a formação de técnicos capazes de atender à  crescente demanda por mão de obra de qualidade”, explica Anderson Luís Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, frisando a atenção da organização à s novas tecnologias que impactam as atividades de infraestrutura de rede de dados e CFTV IP.

Como explica Paulo Marin, este curso “traz um conteúdo muito rico, organizado e atualizado sobre projeto e instalação de cabeamento estruturado para utilização em edifícios modernos. Trata-se de um curso completo, enfocando muito mais do que fundamentos de cabeamento estruturado, mas a relação entre a Internet das Coisas (IoT) e a infraestrutura de cabeamento. Por isso, é um excelente recurso para profissionais do setor e para aqueles que querem iniciar nesse mercado”.

Material e instrutor

Os participantes do curso receberão o livro (“Cabeamento Estruturado: Projeto e Instalação” do Dr. Paulo Sérgio Marin, engenheiro membro do IEEE e da BICSI e coordenador da comissão de estudos sobre cabeamento estruturado da ABNT/COBEI), assim como apostila. O curso será ministrado no Policom Solution Center, no bairro paulistano do Ipiranga, das 9h à s 17h, e tem o custo de R$ 600,00 que, além do material didático inclui coffee-breaks. Associados à  União Brasileira de Instaladores de Cabeamento (UBIC) têm 10% de desconto.

Marcelo Barboza é formado pelo Mackenzie, possui 30 anos de experiência em TI, é membro da BICSI e da comissão de estudos sobre cabeamento estruturado da ABNT/COBEI, além de certificado pela BICSI (RCDD, DCDC e NTS), Uptime Institute (ATS) e DatacenterDynamics (Data Center Specialist - Design).

Conteúdo programático

Introdução e Tecnologia - finalidade do cabeamento estruturado; o que é internet das coisas (IoT); principais tecnologias envolvidas, como Power over Ethernet (PoE), Wi-Fi, iluminação via UTP, etc.; normas nacionais e internacionais Espaços de Telecomunicações - áreas de trabalho, incluindo considerações sobre novas tecnologias (como Wi-Fi, automação, iluminação, CFTV, etc.); salas técnicas (de telecomunicações, de equipamentos e de entrada) e seus principais requisitos e recomendações Elementos Funcionais do Cabeamento - distribuidores (de campus, de edifício e de pavimento) e interfaces (pontos de consolidação e tomadas de telecomunicações); subsistemas de cabeamento (backbone e horizontal) e suas recomendações; considerações sobre patch cords Componentes e Desempenho - componentes em par trançado e fibra óptica de um sistema de cabeamento estruturado; suas principais características e classificações, incluindo: categorias e paràâmetros de desempenho, características físicas e de transmissão, comportamento frente a chamas, blindagens Caminhos Para Cabos - sistemas de suporte para cabeamento estruturado, suas principais características e recomendações, incluindo caminhos internos (piso elevado, canaletas, calhas, leitos, etc.) e externos (subterràâneo, aéreo e túnel); sistemas corta-fogo Administração do Cabeamento - componentes da administração; identificação, registros, base de dados e sistemas automatizados

Nova Geração Sarix Professional II: tema de webinar do Grupo Policom

Em 6 de setembro, das 10h à s 11h, o Grupo Policom, em parceria com a Pelco by Schneider, promove webinar “Nova Geração Sarix Professional II: Mais opções para o seu projeto”, ministrado por Luis Ceciliato, engenheiro de aplicação e produto da Schneider Electric.

Apresentado via internet e totalmente em português, o webinar é gratuito e apresentará as melhorias para a linha de câmeras profissionais Sarix, com foco nas capacidades que as atualizações dão aos usuários, como captura de imagens em alta qualidade para melhorar a segurança e as estratégias operacionais.

Com resoluções de 1.2 a 5 MP, a linha Sarix Professional cobre áreas maiores com apenas uma câmera, oferece capacidades de zoom avançadas para permitir que os operadores vejam cenas detalhadas em investigações e traz novos formatos de câmera, como câmeras micro dome.

Apresenta, ainda, a câmera Vandal Wedge Dome, principalmente direcionada a elevadores, locais em que é necessária uma câmera pequena e discreta, com lentes fixas. Do programa do webinar também fazem parte temas como verticais de atuação, VMSs compatíveis e ferramentas para dimensionamento. Inscrições em https://attendee.gotowebinar.com/register/6514254926461222404

Webinar apresenta novidades e benefícios do programa de canais CommScope-AMP

Novidades e benefícios do programa de canais COMMSCOPE | AMP

Em 26 de agosto, à s 10h, o Grupo Policom, em parceria com a CommScope, promove webinar - exclusivamente direcionado a instaladores - que enfocará as novidades e os benefícios do programa de canais  CommScope-AMP.

Apresentado por Alex Cornetta - gerente de canal da CommScope, o webinar trará informações sobre os principais benéficos e vantagens em ser um canal credenciado; o novo programa de certificação AMP NetConnect; a ferramenta online de treinamentos; certificações e atividades programadas com o Grupo Policom.

Mais informações e inscrições em https://attendee.gotowebinar.com/register/750861695966246349

Grupo Policom fecha parceria com APC

APC produtos_display

Empresa do grupo Schneider Electric, a APC (American Power Conversion), desde maio, conta com o Grupo Policom em sua rede de parceiros comerciais.

Com ampla gama de produtos e destaque global, a APC soma quase quatro décadas de atuação em pesquisa e desenvolvimento de soluções que dão confiabilidade em energia e infraestrutura física de TI, com seus produtos respondendo pela integração de soluções de infraestrutura, gerenciamento e segurança de dados que protegem empresas de todo o mundo.

A parceria, informa Anderson Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, tem início com a distribuição de nobreaks, PDUs, racks para servidores, um sistema de gerenciamento de ambiente chamado NetBotz e ar condicionado de precisão. Desse modo, “oferecemos itens complementares à s linhas de produtos e soluções em que somos referência no mercado de infraestrutura de TI e CFTV IP”, explica.

“Com mais esta parceria, os integradores que usualmente trabalham com o Grupo Policom passam a ter mais uma opção de produtos focados em energia, principalmente em projetos de data center compactos com até 20 racks, perfil de projeto que não recebe muita atenção de distribuidores da APC”, comenta Gilmar Miralha, presidente do Grupo Policom.

A esses diferenciais do Grupo Policom nessa parceria, o gerente de Marketing agrega a possibilidade de cross selling com soluções de cabeamento e segurança, com atenção especial aos canais que já conhecem APC e apoio à queles que queiram diversificar a sua oferta de soluções.

E mais: “nossa equipe já está capacitada a fornecer apoio técnico e comercial aos nossos parceiros, uma vez que já concluímos os treinamentos do fabricante”, frisa Miralha.

TN desenvolve módulos ópticos

Produto está disponível no Grupo Policom

TN-GLC-T_jpegA Transition Networks desenvolveu módulos ópticos compatíveis com os principais fabricantes do mercado mundial, com diferenciais importantes, como o atendimento de distàâncias até 200 km em Fast ou Gigabit e 100 km para 10G.

Essa capacidade, como explica Henrique Presch, responsável pela comercialização dos produtos da TN no Brasil  e no North Latam, “é mais do que a maioria dos concorrentes oferece. Além disso, pelas características construtivas é compatível com os produtos fabricados pela Cisco, Juniper e HP, entre outros fabricantes presente no cenário mundial”.

Os módulos ópticos da TN - disponíveis no Grupo Policom® - possuem garantia Lifetime, comprovando que “não foram adulterados para alcançar distancia maior, pois essa prática também compromete a vida útil do produto”, frisa Presch.

A isso soma-se o suporte técnico gratuito 24 x 7 por telefone praticado para todo o portfólio da empresa.

Fluke Networks anuncia novas versões da Linha Versiv e LinkWare PC

Plataforma Versiv via AI - 19julhoA integração do LinkWare Live com os equipamentos da família Versiv permite aos gerentes de projeto, integradores e instaladores, monitorar seus testadores, assim como carregar, analisar e gerenciar os resultados dos testes de fibra e cobre a qualquer hora e em qualquer lugar, otimizando o tempo de conclusão e a eficiência dos projetos. O Grupo Policom está apoiando a certificação CCTT Versiv, com próxima turma confirmada para São Paulo (SP), para o período de 22 a 24 de agosto, ocsasão em que também será explorada a ferramenta LinkWare Live.

A Fluke Networks anuncia ao mercado brasileiro a disponibilidade de uma nova versão para todos os modelos de sua linha de Testadores para Certificação de Cabos Versiv®, especialmente concebida para auxiliar os instaladores de infraestrutura de comunicação de dados a atingir a “aceitação do sistema” de maneira muito mais rápida, precisa e rentável.

Assim, com esta nova versão 4.7, o Versiv é elevado à  condição de primeira e única linha de certificadores a incluir os limites da norma brasileira ABNT NBR 14565. A companhia também anuncia a disponibilidade da versão 9.6 da solução LinkWare Live, serviço de gerenciamento de projetos de certificação de cabeamento baseado em nuvem, da Fluke Networks.

A linha de Testadores para Certificação de Cabos Versiv configura uma plataforma poderosa que oferece módulos intercambiáveis para cobre, fibra e teste de OTDR (Reflectômetro à“ptico no Domínio do Tempo), assim como inovações de software que aceleram o tempo do teste e sua precisão, além de simplificar a configuração, o planejamento e a emissão de relatórios de teste. Entre os novos recursos da versão 4.7 está a sonda de vídeo FI-1000, que passa a ter duas funcionalidades. Quando o usuário não estiver executando um teste, basta empurrar o botão para ativar, instantaneamente, o teste de inspeção das faces finais dos conectores da fibra óptica, permitindo identificar problemas que podem causar o desempenho insatisfatório ou falhas nas redes. Além disso, ao pressionar o botão FI-1000 durante a visualização de uma imagem na extremidade da fibra, a tela será congelada, recurso especialmente útil ao tentar recuperar uma imagem em uma posição desfavorável.

Agora, é possível fazer download das configurações de teste e transferir os resultados diretamente para o LinkWare Live. Por meio do botão SYNC, localizado na tela inicial, o usuário não só elimina várias etapas do processo como agiliza o fluxo de trabalho, tornando a execução dos projetos ainda mais assertiva. A nova versão simplifica o teste de rede realizado por conectores com contato físico em àângulo (APC). Também, o teste padrão do OptiFiber Pro, testador de fibras corporativas da Fluke Networks que integra a família Versiv, passa a incluir um limite para a perda de retorno, direcionando o teste apropriado para este paràâmetro crítico. Três novos limites foram adicionados para evitar links com baixa refletividade.

Já os limites de perda de fibra do CertiFiber Pro, outro produto da linha, foram atualizados conforme o padrão exigido pela Associação das Indústrias de Telecomunicações (TIA-568.3-D).

O LinkWare Live é o primeiro serviço baseado em nuvem que permite aos integradores, instaladores de cabos e gerentes de projeto que utilizam a linha Versiv, monitorar seus testadores e confirmar o status do software e a calibração do dispositivo a partir de uma única tela, otimizando o tempo de conclusão e a eficiência do projeto. Agora, na nova versão, o LinkWare PC foi redesenhado para permitir que o login para o LinkWare Live estivesse já na tela inicial. Mais de um milhão de resultados de testes já foram enviados por meio desta plataforma de gerenciamento da Fluke Networks, em todo o mundo.

Atualmente a Fluke Networks possui cerca de 90% de market share e mais de 80 mil unidades das ferramentas da família Versiv já foram vendidas em todo o mundo. “O Brasil está crescendo rapidamente e precisa de infraestruturas de redes de maior qualidade, que suportem as novas tecnologias, aplicações e expansão das empresas. A nova e abrangente plataforma Versiv permitirá desde a certificação de redes de cobre, fibra, wireless e OTDR, até a análise de tráfego, ajudando a suportar o crescimento do mercado brasileiro”, finaliza Richard Landim, especialista de produtos da Fluke Networks Brasil.